Secretaria de Meio Ambiente faz balanço do ano de 2018

Dentre as atividades desenvolvidas destacam-se a doação e plantio de mudas de árvores

 

O ano está acabando e a secretaria municipal de Meio Ambiente já está pensando em ampliar suas ações para 2019, e para isso, realizou um balanço sobre os projetos de 2018 e as ações a serem desenvolvidas no próximo ano. Dentre essas atividades destacam-se a doação e plantio de mudas de árvores para a população. Duas mil mudas de Ingá e Aroeira Salva foram doadas e servirão para arborizar praças e sete quilômetros de vias públicas da cidade. As plantas serão usadas para arborização de bairros como Belvedere, Rodovia dos Metalúrgicos e Rodovia do Contorno.

 

Outra ação da SMMA neste ano foi a retomada das atividades da Guarda Ambiental, que estava sob a direção da Guarda Municipal. De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente, Maurício Ruiz, foi realizado um treinamento com a equipe que assumiu as ações ambientais.  “Hoje temos seis guardas ambientais que atuam diretamente nas ações de fiscalização, maus tratos a animais e na segurança e gestão do Parque do Ingá. Como eles estavam na Guarda Municipal, foi encomendado novo uniforme, que será camuflado para diferenciar”, explicou o secretário.

 

A Guarda Ambiental conta com duas motocicletas que permitem mais rapidez e mobilidade para atendimento às denúncias e ocorrências. Ainda segundo o secretário, em casos de crimes ambientais e maus tratos a animais, por exemplo, a guarda ambiental tem a atribuição de encaminhar o praticante do delito para a delegacia.

 

Outro destaque importante a ser mencionado foi o recurso de uma multa ambiental aplicada, que será revertida em benefícios para a cidade. O valor da multa é de R$6.667.565,63 e será destinado para programas de conservação da natureza do município, resultando na ampliação da área verde por habitante. Esse valor será aplicado, principalmente em duas atividades: Implantação de um Jardim Botânico, localizado na Ilha São João e a arborização das vias urbanas da cidade.

 

Para o próximo ano existe um programa que envolve a criação de unidades de conservação, reflorestamento de nascentes e beiradas de rios e mais de 400 km de arborização urbana. A secretaria de Meio Ambiente apresentou o planejamento de toda a agenda verde de trabalho, que prevê a ampliação da cobertura vegetal da cidade, cumprindo a meta da Organização Mundial da Saúde. 

 

“A secretaria municipal de Meio Ambiente já está estudando e montando projetos ambientais para serem executados por meio de parcerias. Já mapeamos todas as nascentes da cidade e pelo menos 200 delas precisam ser protegidas”, disse Maurício, lembrando que a SMMA já plantou mais de 200 árvores nativas pela cidade.

 

De acordo com o secretário já existem programas que estão sendo desenvolvidos em escolas, projetos para criação de novas unidades de conservação, projetos de educação ambiental no Parque do Ingá, além da ampliação de novas tecnologias para geração de energia limpa, entre outros em fase de estudos.

 

O prefeito Samuca Silva destacou que a SMMA é responsável por coordenar e implantar as políticas públicas municipais voltadas para o meio ambiente e sustentabilidade. “Desde o início do Governo estamos investindo na questão ambiental. A secretaria nos ajuda a controlar e fiscalizar esta grande mudança que ocorre na cidade. Cabe ainda à secretaria exercer o controle, o monitoramento e a avaliação dos recursos naturais do município, continuando a promover a educação ambiental”, finalizou o prefeito.

 

Por Renan Ferreira, com fotos de arquivo  / SecomVR