SMMA assume Guarda Ambiental em Volta Redonda

Pasta de Meio Ambiente vai intensificar fiscalização e prevenção para combater maus tratos a animais e outros crimes

 

A Secretaria de Meio Ambiente de Volta Redonda (SMMA) está retomando as atividades da Guarda Ambiental, que estava sob a direção da Guarda Municipal. De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente, Maurício Ruiz, foi realizado um treinamento com a equipe que irá se dedicar às ações ambientais.

 

“Hoje temos seis guardas ambientais que atuam diretamente nas ações de fiscalização, maus tratos a animais e na segurança e gestão do Parque do Ingá. Como eles estavam na Guarda Municipal, foi encomendado novo uniforme, que será camuflado para diferenciar”, explicou.

 

O guarda ambiental deve prevenir a integridade do patrimônio público, impedir a caça, comércio e o cativeiro dos animais, defender rios, lagos e todos os recursos hídricos, combater os focos de incêndio, entre outras tarefas.

 

Maurício Ruiz, explicou ainda que Volta Redonda tem uma grande demanda de trabalho referente as questões de maus tratos a animais e essa será uma das prioridades desta guarda.

 

“A fiscalização preventiva é algo que pretendemos passar a realizar com mais frequência na busca da redução de crimes ambientais. No Parque do Ingá, um dos objetivos é controlar a entrada de pessoas e prevenir crimes como a caça e coletas de espécies da flora e da fauna”, afirmou Maurício.

 

A guarda ambiental conta com duas motocicletas que permitem mais rapidez e mobilidade para atendimento às denúncias e ocorrências. Ainda segundo o secretário, em casos de crimes ambientais e maus tratos a animais, por exemplo, a guarda ambiental tem a atribuição de encaminhar o praticante do delito para a delegacia.

 

“Desde o início do Governo estamos investindo na questão ambiental. A guarda irá nos ajudar a controlar e fiscalizar esta grande mudança que ocorre na cidade”, afirmou o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva.

 

Por Raphael Martiniano, com fotos de divulgação / SecomVR