Recurso de uma multa ambiental é aplicado em benefícios para Volta Redonda

Valor ultrapassa R$6 milhões e será investido na criação de um Jardim Botânico e arborização das vias urbanas.

 

Aconteceu na tarde desta terça-feira, dia 27, uma audiência especial para legitimar o acordo dos termos de compromisso referente a uma multa ambiental para aplicação em benefícios da qualidade de vida da população e do meio ambiente, de Volta Redonda.

 

O valor da multa é de R$6.667.565,63 e será destinado para programas de conservação da natureza do município, resultando na ampliação da área verde por habitante. Esse valor será aplicado, principalmente em duas atividades: Implantação de um Jardim Botânico, localizado na Ilha São João e a arborização das vias urbanas da cidade.

 

Para o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, esse valor será destinado para a execução de soluções de propostas ambientais no município e trará muito incentivo para a população. “Pela primeira vez um recurso de uma multa ambiental será destinado em algo concreto que irá beneficiar todo o meio ambiente e a qualidade de vida dos nossos cidadãos”, frisou Samuca.

 

Estiveram presentes na audiência, além do Secretário Municipal de Meio Ambiente Maurício Ruiz, a Procuradora da República, Marcela Harumi, o Promotor de Justiça, Henrique Aragão, o representante do Fundo Brasileiro para Biodiversidade (Funbio), Manoel Sampaio e a representante da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Katia Souza.

 

Em parceria com a Fiotec (Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico em Saúde), esse valor ajudará na elaboração de diagnóstico pela Fiocruz sobre os impactos de atividade industrial na saúde e ambiente de Volta Redonda, com propostas para enfrentar os problemas encontrados e a execução das soluções propostas.

 

“A Assinatura do termo de compromisso que foi firmado hoje com a CSN vai fazer com que Volta Redonda amplie sua área verde por habitante, cumprindo a meta da Organização Mundial da Saúde (OMS), que estabelece uma meta mínima de área verde por habitante. Sendo assim possível a criação de uma grande área verde na cidade, que será o Jardim Botânico e a arborização da maior parte das vias da cidade”, concluiu Maurício.

 

Por Renan Ferreira com fotos de Evandro Freitas