Projeto de Arborização Urbana, que abrange rodovias, praças, margens de córregos e escolas municipais, já plantou 18 mil mudas desde 2017

 

A Prefeitura de Volta Redonda, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA), quer terminar o ano de 2020 alcançando a meta de 30 mil novas árvores plantadas no município em quatro anos. O plantio faz parte do projeto de Arborização Urbana, iniciado em 2017, que pretende se estender por ruas, estradas, rodovias, praças, margens de córregos e áreas internas de escolas municipais. Até hoje, 18 mil mudas foram plantadas.

 

O prefeito Samuca Silva afirma que a intenção é transformar Volta Redonda em uma cidade verde, com o avanço do plantio por mutirões com estudantes e associações de moradores nos bairros. “Queremos deixar como legado uma cidade que preserva e cuida do meio ambiente, ampliando as faixas de plantio de mudas de espécies nativas da Mata Atlântica. Mais verde, mais florestas, mais saúde para a população com mais 30 mil mudas plantadas em toda a cidade”, disse.

 

Só em 2019, foram plantadas 5.029 mudas divididas entre as espécies Pau Brasil, Ipê amarelo, Castanheira, Ipê branco, Quaresmeira, Munguba, Aroeira pimenta, Babosa branca, Oitis, Aroeira salsa, Cerejeira do Rio Grande, Ipê amarelo, Dedaleira, Pau formiga, Pau viola, Paineira, Ipê bola e Angico. Em 2017, o projeto plantou quase três mil mudas e em 2018 mais de 10 mil árvores foram plantadas.

 

O Projeto de Arborização Urbana já beneficiou diversos bairros de Volta Redonda. Entre os locais que receberam o plantio estão Rodovia do Contorno, Rodovia dos Metalúrgicos, bairros Candelária, Vila Rica e Caieras, além da Praça Brasil, na Vila Santa Cecília. Também houve ações conjuntas com a Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil e com o Furban (Fundo Comunitário de Volta Redonda) em áreas de risco.

 

Por Renata Borges com fotos de arquivo – Secom-VR