Mudas foram entregues para a Secretaria Municipal de Meio Ambiente que foi até a residência do aposentado no bairro Retiro

 

Cerca de 1000 mudas de ipê roxo, amarelo e rosa, foram doados pelo aposentado da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) e morador do bairro Retiro, Jorge Antônio Bastos, 88 anos, para o programa de Arborização Urbana em Volta Redonda. As mudas foram entregues a uma equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA), que compareceu na tarde desta segunda-feira, 3, à residência do aposentado.

 

A bióloga e gerente de Educação Ambiental da SMMA, Vanessa Cabral, agradeceu a atitude do senhor Jorge pelo meio ambiente e comentou a destinação que será dada às mudas recolhidas: “A doação é muito importante para o reflorestamento da cidade, contribuindo para o programa de Arborização Urbana que tem como meta realizar o plantio de 50 mil mudas até o final de 2020. Primeiro, elas serão levadas para o Parque Municipal do Ingá, onde serão selecionadas e separadas. E depois encaminhadas para o plantio”, disse Vanessa.

 

O prefeito Samuca Silva também destacou o ato do morador pelo meio ambiente do município: “É muito gratificante ver a população contribuindo, dando o exemplo de participação na construção de uma cidade verde, onde as matas com árvores nativas da Mata Atlântica serão preservadas e incentivadas com mais plantios. Um estudo elaborado pela Secretaria vai indicar os melhores locais para o resgate e ampliação das áreas verdes”, afirmou.  

 

Segundo o doador, Jorge Bastos, que trabalhava no escritório da empresa onde ficou por 35 anos até a aposentadoria, ele recebe sementes do estado do Mato Grosso, e de São Luiz, do Maranhão, tendo feito a doação para fazendas e pessoas das comunidades diversas, e cidades vizinhas, de cerca de 1.200 mudas no ano passado: “É com alegria que vejo as sementes que recebi crescendo, virando mudas que vão para o meio ambiente de Volta Redonda. Estou feliz em poder doar e colaborar com a cidade”, disse.

 

A sua esposa, Aurora Oliveira Borges, informou que ouviu sobre o programa de Arborização Urbana numa divulgação feita por uma rádio da Igreja Católica e fez contato a Secretaria de Meio Ambiente oferecendo as mudas.  Além de Ipês, o casal está plantando sementes da espécie Oitis para futuramente poder doar. Os canteiros plantados ficam nos fundos da residência.

 

Por Afonso Gonçalves, fotos de Geraldo Henrique, SecomVR