Programa VR Limpa já emitiu aproximadamente 600 notificações em terrenos por toda a cidade

 

Programa VR Limpa é um programa da Prefeitura de Volta Redonda, administrado pela secretaria municipal de Meio Ambiente e tem como objetivo manter limpo todos os terrenos que estão vagos na cidade. Essa Integração entre secretarias e o trabalho de georeferenciamento está dando mais agilidade e efetividade no serviço.  

 

O secretário municipal de Meio Ambiente, Maurício Ruíz, disse que esse é um trabalho que faz parte de uma série de ações que vem sendo realizada para tornar mais efetiva a fiscalização de áreas que precisam ser limpas pelos proprietários na cidade.

 

“Esse trabalho é importante porque quando esses terrenos estão com muito mato eles acabam atraindo animais peçonhentos, além disso, no período da seca fica mais suscetível ao fogo e os terrenos sujos acabam gerando insegurança para a população, aumentando risco de furtos e de áreas sombreadas. Para combater essa situação, a SMMA construiu uma base de dados com um novo sistema para poder fazer com que seja mais eficiente a identificação e fiscalização desses terrenos”, afirmou Maurício explicando que essa base já identificou quase três mil lotes vagos.

 

Esse sistema permite que a secretaria acesse as informações de cada dono de lote vago para que seja feito a notificação ou emitido o auto de infração. O fiscal utiliza um aparelho e vai a campo. Quando ele identifica o terreno sujo, é tirada uma coordenada geográfica, que é encaminhada para o sistema gerando automaticamente uma notificação. O proprietário tem 20 dias para limpar o terreno, dali para frente ele não será mais notificado, caso ele não cumpra a notificação, o proprietário vai receber o auto de infração com uma multa de quase R$600 reais.

 

“Quero pedir muito para vocês proprietários de terrenos vazios, que mantenha os locais limpos. E pedir a população que denuncie através do aplicativo Fiscaliza VR, onde faremos uma visita para verificar a situação. Já emitimos quase 600 notificações, mas o apoio da população é fundamental para o prosseguimento desse serviço”, completou Maurício.

 

Essa fiscalização foi reformulada para que se tornasse mais efetiva, além de colaborar para a ampliação da base de dados da prefeitura.  O objetivo é criar um histórico de cada lote/terreno e permitir que, de tempos em tempos, a secretaria de Meio Ambiente possa mandar a notificação para que o proprietário faça a limpeza no período correto.

 

Para o prefeito Samuca Silva, foi fundamental o trabalho em conjunto entre as secretarias de Fazenda e Meio Ambiente, desburocratizando o serviço e ganhando agilidade.

 

“Queremos dar respostas cada vez mais rápidas para as demandas da população. Realizar o trabalho através do uso de novas técnicas e metodologias colabora para isso e estamos avançando para melhorar a qualidade de vida do cidadão de Volta Redonda”, afirmou Samuca Silva.

 

Por Secom/VR