Alunos participam de jogo de interpretação para entender a violência contra mulher

Atividade foi proposta pela secretaria de Políticas para Mulheres, Idoso e Direitos Humanos em escola municipal

 

A secretaria de Políticas Públicas para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos de Volta Redonda (SMIDH) realizou na quarta-feira, dia 08, uma atividade na Escola Municipal Nilton Pena Botelho, no bairro Roma. A secretária Dayse Pena fez um RPG – um tipo de jogo em que as pessoas assumem papéis de personagens e criam narrativas colaborativamente – com 35 alunos da escola, abordando o tema violência contra mulher.

 

Dayse explicou que selecionou, aleatoriamente, alguns meninos da turma para interpretarem personagens de mulheres que tinham sofrido algum tipo de violência. E uma menina para fazer a representação de mediadora. Foi simulado uma reunião de autoajuda e depois que os alunos montaram seus respectivos personagens, foi questionado de onde cada um tirou as características.

 

“Depois da atividade foi iniciado um momento que perguntas com o restante da turma, que até então havia participado no ouvinte. A partir daí nós mostramos o que o município oferece para tratar esses casos de violência. Apresentamos para eles o serviço da Patrulha Maria da Penha, abordamos a Lei, que essa semana completou 12 anos de criação e sobre o CEAM (Centro Especializado de Atendimento a Mulher”, disse Dayse Pena.

 

De acordo com a secretária essa foi a primeira vez que esse tipo de atividade foi realizada. “Adorei a experiência, foi muito gratificante perceber o interesse deles e o olhar de curiosidade. Eu percebi que eles para saber quais eram os caminhos para a solução desses problemas de violência”, contou.

 

Para diretora da E.M. Nilton Pena Botelho, Flávia Goulart Gama, essas discussões são sempre válidas. “Foi maravilhoso. Os alunos gostaram muito e fizeram muitos comentários positivos sobre a atividade. Agora nós estamos estudando a possibilidade que fazer a ação com a participação da família”, comentou a diretora.

 

Por Ana Maria Mansur, com fotos de divulgação