O encontro que aconteceu no Centro Universitário Geraldo Di Biase reuniu cerca de 130 pessoas

 

O Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa e a Prefeitura de Volta Redonda realizaram nesse sábado, dia 4, a 5ª Conferência Municipal dos Direitos do Idoso Volta Redonda. O evento teve como tema "Os desafios de envelhecer no século XXI e o papel das políticas públicas". Cerca de 130 pessoas participaram do evento, que foi dirigido aos idosos dos programas da Melhor Idade do município, sociedade civil e entidades que trabalham com idosos.

 

A primeira etapa da conferência foi dedicada à leitura e aprovação do regimento interno, apresentação dos eixos temáticos, além de palestras que abordaram temas ligados ao direito dos idosos que foram ministradas pelo assistente social Karin Alves e pelo médico e especialista em geriatria, José Roberto Barroso Arantes.

 

Ainda na parte da manhã foram criados grupos de trabalhos que discutiram os temas: Direitos Fundamentais na construção / efetivação das políticas públicas; Educação: assegurando direitos e emancipação humana; Enfrentamento da violação dos direitos humanos da pessoa idosa; Os conselhos de direitos: seu papel na efetivação do controle social na geração e implementação das políticas públicas.

 

À tarde os participantes realizaram uma plenária, que começou com a leitura dos eixos temáticos e apreciação das moções apresentadas. No encerramento do evento, aconteceu a eleição dos delegados para a 5ª Conferência Estadual dos Direitos do Idoso.

 

O membro do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, Fernando Aureliano Pereira, destaca a importância da realização uma conferência “Toda vez que acontece uma conferência como essa é muito importante, pois é através dela que falamos das políticas que irão beneficiar os idosos dentro do município, como saúde e educação. Assim vamos definir as políticas municipais que trarão o bem estar do idoso”, disse o conselheiro. 

 

Para o presidente do Lar dos Velhinhos, João Batista Barbosa, através da Conferência que são traçados os direitos do idoso. “Esse é um momento especial em que vamos debater efetivamente os direitos dos idosos. Daqui sairão propostas que deverão ser implantadas no município. Fico muito feliz de estar participando desse momento tão importante”, disse o presidente. 

 

De acordo com o presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, Kaique Lopes Maia, a conferência municipal é de grande importância na construção democrática das políticas públicas. “Hoje tivemos dois momentos importantes. O primeiro dele foi eleger delegados para participar da etapa estadual. O outro foi de começar o processo de construção municipal de políticas publicas para o idoso. Estamos na quinta conferência e nunca tivemos a construção de um plano. Além disso, existe o interesse do prefeito Samuca de construir indicativos de como o governo municipal deve construir uma gestão publica direcionada para o idoso”, disse Kaique. 

 

A secretária municipal de Políticas para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos, Dayse Penna, falou sobre a importância das pessoas idosa para a construção da Cidadania na sociedade. “Devemos tudo as pessoas idosas, pois foram elas que construíram as bases que nos trouxeram até aqui”, disse a secretária.

 

O prefeito Samuca Silva ressalta que a conferência visa mobilizar os integrantes do poder publico e da sociedade para a construção e fortalecimento de propostas que contribuam para o envelhecimento digno da população. “Gosto de planejamento e temos que avançar no Plano municipal de políticas públicas para os idosos para que as ações não fiquem isoladas. Vamos aproveitar esses dois anos que restam da nossa gestão para materializar isso. Além disso, a conferência serve para avaliar efetivamente as ações que são realizadas no município para a melhor idade Contem comigo para construir uma cidade que todos nós queremos”, finalizou o prefeito.

 

Por Fátima Santos / SECOMVR