Locais de parada do ônibus elétrico terão acessibilidade

 

Os passageiros dos ônibus elétricos do projeto Tarifa Comercial Zero poderão contar, em breve, com modernos abrigos, todos cobertos, com iluminação de LED, totem digital de informações, tomada para carregador de celular, Wi-Fi, e espaço de 1,40 m para cadeirantes que utilizam o transporte. Todos os abrigos serão entregues até março deste ano pela empresa vencedora da licitação. Eles terão placas solares que vão gerar energia para abastecer as lâmpadas de LED. 

A empresa já começou a montar um dos primeiros pontos, na Praça Sávio Gama, no Aterrado. A licitação foi feita pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo. O investimento é de R$ 116 mil.

O secretário de Desenvolvimento, Rogério Loureiro, comentou o investimento na construção dos novos abrigos nas paradas do Tarifa Comercial Zero.

 “A ação da administração municipal valoriza a importância do ônibus elétrico, que une os principais centros comerciais e, agora, ganha um projeto sustentável com um ponto moderno e tecnológico, oferecendo mais conforto e qualidade para a população que utiliza o Tarifa”, enfatizou o secretário.

Usuária do transporte gratuito, a desenhista e artesã Roseli Costa, gostou do abrigo que está sendo montado na praça. 

 “Vai ser ótimo ter este ponto definitivo, iluminado, confortável, saindo de frente das lojas onde a gente fica em pé, esperando chegar o momento de entrar no ônibus”, disse Roseli.

O comerciante Fábio Paresque também elogiou o terminal em construção.  “Será excelente para os passageiros, porque terão uma boa visibilidade, local mais acessível. A população é merecedora de andar num ônibus deste nível de alto conforto, sem poluir o ambiente. Infelizmente, o transporte coletivo é caro pelas condições financeiras do país, e a qualidade dos veículos não é adequada”, afirmou o comerciante.

Já o taxista Valter Garcia, 60 anos, aprovou o local escolhido para a implantação do abrigo do Tarifa Comercial Zero. “A localização desse ponto na praça tem 100% de aprovação, ficando mais fácil para os passageiros embarcar ou esperar o ônibus chegar. Terão maior comodidade nessa espera do transporte. Aqui estavam dividindo espaço com os táxis, um pouco apertado”, justificou Valter.

Por Afonso Gonçalves, fotos de Geraldo Gonçalves, Secom