Encontro aconteceu no auditório do Palácio 17 de julho e teve o objetivo de ouvir as demandas para melhorar a feira no município

 

Nesta quinta-feira, dia 27, o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, se reuniu com feirantes do município para ouvir as demandas e discutir caminhos para a melhoria da feira livre na cidade. O encontro aconteceu no auditório do Palácio 17 de Julho e contou com a presença dos secretários municipais de Desenvolvimento Econômico, Joselito Magalhães; de Fazenda, Fabiano Vieira; de Infraestrutura, Toninho Oreste; e o subsecretário do Gabinete de Estratégia Governamental, Gustavo Tramontin.

 

“O objetivo desse encontro é conversar e proporcionar uma melhoria no ambiente de trabalho. De alguma forma ajudar vocês a ter um melhor resultado no negócio”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Joselito Magalhães.

 

De acordo com Hugo Castro Oliveira, comerciante de frios há 30 anos na feira livre, essas iniciativas de trabalho em conjunto só trazem benefícios para os feirantes. “É de grande valia esses encontros. É importante ouvir ambas as partes e seria ótimo ter uma frequência nas reuniões. Além disso, também é importante que todos os feirantes participem, temos que nos unir", comentou.

 

Quase 100 feirantes estiveram presentes no encontro e tiveram a oportunidade de sugerir melhorias, apresentar as demandas diárias e solicitações ao prefeito e secretários. Alguns assuntos levantados foram a extensão do horário de funcionamento aos domingos e a melhoria das estruturas, como banheiros químicos.

 

O prefeito Samuca Silva lembrou que a Feira Livre é um patrimônio histórico da cidade e que espera mais dela. “Eu quero toda a região venha na nossa feira, que é a única do sul fluminense, e talvez uma das poucas feiras do estado de Rio de Janeiro. Quero atrair mais gente. E para isso nós temos que estar preparados. Por isso, a ideia dessas reuniões para discutir quais melhorias são importantes para vocês”, afirmou.

 

Samuca aproveitou a ocasião para contar que conseguiu uma verba de R$ 500 mil para fazer a padronização das barracas dos feirantes e que o projeto será apresentando em breve. As respostas e posicionamentos das demandas levantadas nesse encontro serão estudadas e apresentadas na próxima reunião, que acontecerá no dia 25 de julho.

 

Por Ana Maria Mansur, com fotos de Gabriel Borges