Modelo de comércio será o primeiro feito pelo poder público no estado do Rio

 

A Prefeitura de Volta Redonda abriu licitação para contratar uma empresa especializada que irá construir o Mercado Municipal de Produtos Orgânicos do município. A escolha de empresa ocorrerá no dia 17 de abril, às 9h, na Central Geral de Compras (CGC). O mercado, que será construído na tradicional Praça da Chaminé, no bairro Aterrado, será o primeiro de comércio exclusivamente de orgânicos, feito pelo poder público, no estado do Rio de Janeiro.

 

De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Joselito Magalhães, a verba para a construção do mercado já está liberada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, através do Sistema de Convênios e Contratos de Repasse do Governo Federal (Siconv), que trata das transferências de recursos federais para projetos sem fins lucrativos.

 

“Será um importante mercado que vai atender a demanda de orgânicos e agricultura familiar de Volta Redonda e da região. O objetivo é integrar, articular e adequar políticas, programas e ações indutoras de transição agroecológica e da produção orgânica e de base agroecológica, contribuindo para o desenvolvimento sustentável e a qualidade de vida da população”, frisou Joselito.

 

Além da questão do uso sustentável dos recursos naturais e da oferta e consumo de alimentos sustentáveis, a construção do Mercado de Orgânicos visa também valorizar a Praça da Chaminé.

 

“Aquele espaço é um patrimônio cultural e queremos atrair mais pessoas, mais visitantes para esse importante monumento de Volta Redonda. É mais uma conquista para a população da cidade e para os visitantes”, afirmou o prefeito Samuca Silva.

 

As empresas interessadas devem acessar o edital disponível no site da Prefeitura.

 

Por Raphael Martiniano, com fotos de Geraldo Gonçalves - Secom/VR