Serviço é feito constantemente em diversos pontos de grande circulação na cidade

 

Com mais de 600 sanitizações feitas na cidade, a prefeitura de Volta Redonda segue adotando medidas de prevenção ao novo coronavírus. Nesta quarta-feira, dia 12, o serviço foi realizado no Hospital de Campanha; no Estádio Raulino de Oliveira; na UBS Jardim Paraíba; na Policlínica da Melhor Idade; na Farmácia do Estado; e na Praça Mário Ferreira Neto, no bairro Nossa Senhora da Graças. 

 

O serviço envolve a lavagem dos locais com uso de água clorificada e, em seguida, a aplicação do produto bactericida que, usado regularmente, tem a capacidade de afastar o vírus. Hospitais, Centros de Triagem de Covid-19 e agências bancárias recebem o serviço uma vez por semana, enquanto os centros comerciais são sanitizados quinzenalmente.

 

O prefeito Samuca Silva frisa que essa é apenas uma das ações que vem sendo realizadas na cidade para tentar controlar o contágio do novo coronavírus. “Volta Redonda saiu na frente nas ações de combate e controle da Covid-19. Graças a nossa mobilização, estamos conseguindo manter o controle do sistema público de saúde para conseguir atender todos”, disse.

 

Sanitizações

 

Em pouco mais de quatro meses, e mais de 600 ações de sanitização, o serviço já foi realizado nos principais pontos comerciais de Volta Redonda, nos pavilhões da Ilha São João, nas Unidades Básicas de Saúde e de Saúde da Família (UBSs e UBSFs), na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Santo Agostinho, nos Cais Aterrado e Conforto, no Hospital Dr. Munir Rafful, Hospital do Idoso, Hospital de Campanha, Centro Municipal de Saúde, entre outros.

 

Secom VR, fotos de divulgação