Hospital São João Batista adere ao Programa de Eficiência Energética da Light

Toda a iluminação será substituída por lâmpadas LED e ainda serão trocados duas autoclaves; economizar energia é o principal objetivo

 

Após ser a primeira cidade no Brasil a ter 100% de lâmpadas de LED em todas as escolas municipais, Volta Redonda começa a implantação do Programa de Eficiência Energética no Hospital São João Batista. A unidade terá toda a iluminação substituída por lâmpadas de led, mais de 1,5 mil, 532 reatores serão retirados e duas autoclaves (equipamento para esterilização de materiais) serão trocados. O programa é executado pela Light – concessionária de energia elétrica e regulamentado pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

 

De acordo com a diretora Administrativa do hospital, Elizangela Alves, o programa, que começou a ser implantado na última sexta-feira, dia 19, pelo setor administrativo da unidade, estará completo em fevereiro de 2019. “O trabalho da Light não vai interferir na rotina da unidade. Pelo contrário, trará mais benefícios para os pacientes do hospital”, disse Elizangela.

 

Segundo a gestora do projeto de eficiência energética pela Light no Hospital São João Batista, a engenheira eletricista Carla Marina Pacheco, ambos os projetos, nas escolas e bno hospital, em Volta Redonda foram aprovados em Chamadas Públicas de Projetos (CPP’s) da Light, voltadas para implantação de ações de eficiência energética em clientes de sua área de concessão.

 

No caso da unidade hospitalar, além da troca das lâmpadas por led (assim como foi realizado nas escolas municipais), serão substituídas duas autoclaves, no centro cirúrgico, por outras muito mais modernas e eficientes, permitindo maior confiabilidade e agilidade no processo de esterilização de material. “Essa medida trará ganhos não só energéticos e financeiros para o hospital, como também no controle de qualidade do processo de esterilização e no maior controle hospitalar”, disse Carla.

 

Ela acrescentou que, além da redução do consumo de energia, os clientes beneficiados pelo programa têm outros ganhos qualitativos, como a redução da necessidade de manutenção nos sistemas que sofreram intervenção e a padronização de seus equipamentos. Por exemplo, as lâmpadas de led consomem até 85% menos que as incandescentes e 30% menos que as fluorescentes e têm uma durabilidade muito superior às demais.

 

O secretário de Saúde do município, Alfredo Peixoto, lembra que o programa é uma parceria público-privada, utilizada em administrações modernas, que gera benefícios à gestão e à população. “Volta Redonda é pioneira na região, principalmente na área da saúde, a firmar essa parceria. Mostrando mais uma vez que o município tem uma gestão voltada para o futuro”, afirmou.

 

O prefeito Samuca Silva, destacou a importância do projeto. “Nossa administração está voltada a proporcionar parcerias que visem melhorar os serviços públicos. Essa é uma excelente parceria  e quem ganha é a sociedade que além de ter melhores condições no atendimento do HSJB, terá ainda, economia de mais de 200 MWh/ano (Megawatt-hora por ano), a maior parte por conta da iluminação com lâmpadas LED e outra pela substituição das autoclaves”, relatou o prefeito, afirmando que esse número representa uma redução de 13% do consumo de energia do Hospital.

 

Por Renata Borges com fotos de Gabriel Borges – Secom/VR