Pedido é para que entidades evitem eventos de aglomeração de público

 

Com objetivo de ampliar a rede se proteção ao novo coronavírus na cidade, a Prefeitura de Volta Redonda realizou nesta terça-feira, dia 17, uma reunião de orientação com entidades religiosas e empresariais do município. Volta Redonda não tem caso de novo coranavírus confirmado, sendo 41 casos suspeitos e 19 casos já descartados. Com esse número, 22 pacientes se encontram em isolamento domiciliar até o resultado do teste.

 

Participaram do encontro o prefeito Samuca Silva, o secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, a diretora do departamento de vigilância epidemiológica da SMS, Milene de Paula, e o secretário do Gabinete de Estratégia Governamental, Nelson Gonçalves.

 

“O momento é de união de todos. Estamos atendendo as orientações dos órgãos de saúde, do Ministério da Saúde e do Governo do Estado. Não podemos errar no processo de contenção do vírus. É importante a gente se proteger. Nossa população é idosa e precisamos tomar os cuidados necessários para combater o novo coranavírus”, disse o prefeito Samuca Silva.

 

Samuca ainda destacou que todos os eventos de aglomeração de público – como festas e shows – que dependam de autorização do Poder Público, serão vetados a princípio por 15 dias. “É um momento de prevenção, não podemos cometer os mesmos erros de países que deixaram o vírus circular primeiro para tomar uma atitude. Por isso, recomendo e oriento para que todos os eventos de aglomeração de público também sejam temporariamente suspensos”, completou Samuca.

 

O secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, destacou a importância da população também tomar medidas de precaução e higiene pessoal. “Nós estamos fazendo nosso papel. Mas a sociedade também precisa fazer sua parte, que é a principal. Temos o vírus circulando no estado e precisamos nos proteger, evitando convívio social desnecessário, realizando as medidas de higiene, lavar as mãos, utilizar o cotovelo na hora de tossir e espirrar, manter ambientes ventilados, entre outros”, disse Alfredo Peixoto.

 

O presidente da Assembléia de Deus Ministério Restauração, do bairro Vale Verde, pastor Albino, destacou que esse é um momento de atitudes preventivas. “Esse tema é de consciência para cada um de nós. Vamos interromper os cultos na nossa comunidade evitando a aglomeração de pessoas. É melhor tomar essa medida agora do que chorar a perda de pessoas queridas depois”, declarou o pastor.

 

O prefeito elencou diversas medidas já tomadas pelo Poder Público, como a suspensão de todos os procedimentos cirúrgicos eletivos nos hospitais públicos, com exceção das cirurgias oncológicas e cardiovasculares, por tempo indeterminado. Os hospitais só realizarão procedimentos cirúrgicos de urgência e emergência. É recomendada a mesma medida aos hospitais particulares da cidade.

 

A partir desta quarta-feira, dia 18, quatro unidades básicas de saúde terão funcionamento em horário estendido. São as UBSFs dos bairros 249, Vila Mury, Volta Grande e São João, que vão funcionar até às 22 horas. A Secretaria Municipal de Saúde também permanecerá aberta até o mesmo horário.

 

As atividades do Centro Dia para Idosos, Centro de Atendimento para Pessoa Idosa com Alzheimer e Familiares e Centro Dia para Pessoas com Deficiência – CAPD, estão suspensas. Além disso, o programa Melhor Idade em Movimento permanece sendo realizado, entretanto, a orientação é para que pessoas na faixa de risco não compareçam.

 

O programa Tarifa Comercial Zero, que transporta mais de três mil pessoas por dia, está suspenso por 15 dias. Assim como estão fechados para o público, pelo mesmo período, o Zoológico Municipal e o Parque Aquático Municipal.

 

Por SecomVR – Com fotos de Felipe Carvalho