Ações estratégicas estão sendo programadas para prevenir contágio entre a população

 

A Prefeitura de Volta Redonda iniciou a criação de um plano de contingência contra a proliferação do Covid-19, o novo coronavírus. Seguindo diretrizes do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde, um plano de ação efetiva está em desenvolvimento e poderá servir para nortear ações. Na manhã desta sexta-feira, dia 13, setores estratégicos do governo municipal se reuniram para traçar as metas para as próximas duas semanas. A declaração da Organização Mundial de Saúde (OMS) decretou pandemia ao Covid-19 e considera que os próximos 15 dias será o prazo mais crítico da contaminação do vírus. 

“Estamos discutindo medidas que ajudem primeiro a prevenção.  E, havendo necessidade, o controle da doença na cidade. Não há motivo para pânico, o melhor remédio continua sendo medidas preventivas. Por disso, decidimos pela suspensão temporária de atividades que tenham aglomeração de pessoas”, explicou o prefeito Samuca Silva.

O prefeito destacou a atuação efetiva da Secretaria de Estado de Saúde. "O secretário Edmar Santos está atuando efetivamente junto aos municípios. São ações como essa, de pensar na população, que farão a diferença na estratégia de evitar a proliferação do vírus nas cidades e no Estado", disse Samuca.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou o primeiro ato do plano de contingência que determina a suspensão e não liberação de qualquer tipo de evento que tenha aglomeração de pessoas durante os próximos 15 dias, podendo ser prorrogado ou não pelo mesmo período. As próximas ações começam a ser efetivadas a partir de segunda-feira (16).

A prefeitura alertou para que a população fique atenta com fake news nesse momento de alerta. “Todas as informações oficiais serão divulgadas pela prefeitura. Estamos atentos e traçando a melhor estratégia. Não há nenhum caso do coronavírus confirmado na cidade”, destacou Samuca.

A Prefeitura de Volta Redonda, em parceria com entidades de classes e o setor privado, vai distribuir material de conscientização, prevenção e orientação sobre o tema. O básico é que todos façam a higienização das mãos, e que empresas, principalmente as de transporte, disponibilizem álcool em gel para as mãos.

Volta Redonda também está monitorando casos de coronavírus em cidades vizinhas. A cidade terá uma unidade referenciada de atendimento a casos suspeitos na região do Dom Bosco e São Luiz. “Fizemos essa parceria com a prefeitura de Barra do Piraí. Com isso, em caso de alguma suspeita de coronavírus na região da Califórnia, para evitar grande deslocamento até o centro de Barra do Piraí, o atendimento será feito em uma unidade referenciada de Volta Redonda”, completou o prefeito Samuca.

A Secretaria de Saúde (SMS), por meio da Divisão de Vigilância Epidemiológica, está capacitando profissionais de todas as secretarias e setores do governo para agir no manejo clínico do Covid-19. O objetivo é preparar esses profissionais para seguir o protocolo da OMS na identificação de casos suspeitos e na prevenção para evitar o contágio.

 

Secom VR, com fotos de Felipe Carvalho