As 46 unidades básicas de Volta Redonda estiveram abertas durante o sábado para atender a população

 

A Prefeitura de Volta Redonda mobilizou as 46 unidades básicas da cidade para um verdadeiro Dia D da Saúde voltado para a população, neste sábado, 30. Foram disponibilizadas vacinas triviral, contra o Sarampo, para crianças de 1 a 2 anos, Novembro Azul com testes rápidos do PSA (sangue), testes de HIV, Sífilis, Hepatite B, Hepatite C e captação de demanda espontânea. As unidades ficaram abertas das 8h às 17h.

 

As Unidades da Atenção Básica a Saúde já disponibilizam a vacina contra o Sarampo o ano inteiro, para crianças de 6 meses a menos de 5 anos. Adultos são indicadas duas doses até os 49 anos. O resultado foi considerado muito bom pela Secretaria Municipal de Saúde.

 

Na primeira fase da campanha contra o Sarampo, 2.423 doses da vacina Triviral haviam sido aplicadas em crianças na faixa de 1 a 2 anos, atingindo a cobertura de 98,74% no município.

 

A vacinação é fundamental para a prevenção de doenças porque o sarampo é uma doença altamente contagiosa. As unidades da atenção básica já disponibilizam a vacina durante o ano inteiro. A vacinação é a melhor forma de prevenção e os pais levaram as crianças, atenderam a campanha. Os adultos puderam também resolver as demandas espontânea dos 19 aos 59 anos, com vários testes rápidos ofertados”, explicou o secretário de Saúde, Alfredo Peixoto.

 

A oferta de diversos exames para os adultos gerou um resultado positivo, comemorado pela coordenadora de Atenção Primária à Saúde da SMS, Jussara Moreira. "Eu considero que houve uma grande conquista para a saúde pública do município porque  o homem tem dificuldades normalmente em buscar e cuidar da sua saúde neste cenário. Quem nos procurou foi bem atendido nas suas necessidades”, frisou.

 

Adultos que foram à Unidade Básica de Saúde da Família no Jardim Paraíba saíram satisfeitos com o atendimento recebido da equipe. “As pessoas têm, realmente, que cuidar da saúde, não deixar para depois porque pode ser tarde”, disse a advogada aposentada, Regina Célia Gomes.

 

Duas jovens universitárias, Bruna Gabriela Barbosa Silva, 22, e Isabella Balarin de Freitas, 20, foram se vacinar contra o sarampo. Ambas já tinham sido vacinadas três a quatro vezes, quando o necessário e apenas duas vezes para a imunização completa. Não precisaram receber nova dose. “Acho muito importante esta campanha. A minha mãe é que me chamou a atenção para a faixa de 20 a 29, que é preciso vacinar. Ainda bem que Sarampo não pego mais”, disse sorrindo Isabella.

 

A gerente da UBSF Jardim Paraíba, enfermeira Suellen Catiana da Fonseca Souza, lembrou que a vacina Triviral atendeu crianças, adultos na faixa 20/29 anos, 40/49 anos, exame do PSA para pessoas acima dos 40 anos e testes rápidos, entre outros. “Desde o início do ano as pessoas já vem vacinando e procurando as unidades. Mas tivemos um bom movimento, até de  pessoas em busca de informações. E cabe aos pais manter o cartão das crianças atualizado, não perder as datas de vacinação”, aconselhou.

 

Por Afonso Gonçalves, fotos de Geraldo Gonçalves, SecomVR