Para marcar a data, foram realizadas diversas atividades nesta segunda-feira, dia 25

 

Em comemoração ao Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, celebrado nesta segunda-feira, dia 25, o Hemonúcleo de Volta Redonda realizou diversas atividades para incentivar a doação de sangue. Um café da manha especial foi disponibilizado para quem fosse doar, além de um banner com uma pintura de asas para fotos. O número de doadores chegou a 70, muito acima da média, que é de 15. Eles também receberam uma camisa para marcar a data.

 

O prefeito Samuca Silva agradeceu a iniciativa da população em participar da ação. “É um gesto humanitário que contribui para salvar vidas. Agradeço muito a participação diária dos doadores e hoje, em especial, pelo Dia Nacional do Doador de Sangue”, afirmou o prefeito.

 

A coordenadora do Hemonúcleo, Rosimere Herdy Cardoso, faz um apelo para que a população doe e que empresas façam campanhas de incentivo. “Essas campanhas são fundamentais para que a gente consiga voluntários. Em determinadas épocas do ano, essas doações caem e as empresas nos ajudariam muito se promovessem a doação”, disse a coordenadora.

 

 

 

Ana Paula de Jesus, de 49 anos, moradora do bairro Aterrado, está fazendo aniversário nesta segunda e, como presente, pediu para que os amigos fossem doar sangue. “Criei um grupo chamado Amigos de Sangue e pedi para os meus amigos que eles viessem doar. Esse será o presente que cada um deles irá me dar. Meu objetivo é de celebrar a vida salvando outras. Estamos vivendo um momento em que as pessoas só pensam nelas mesmas e, então, achei que eu poderia fazer algo para ajudar o próximo. Chegar aqui e ver que eles vieram me fez muito feliz”, disse.

 

A comerciante Laudicéia José Augusto, de 43 anos, moradora do bairro Aero Clube, participou da campanha de aniversário. “Antes eu tinha muito medo. Agora estou vendo que não tem nada demais. A partir de agora, vou doar sempre que eu puder. Estou muito feliz em poder ajudar outras pessoas”, disse a comerciante.  

 

O secretário municipal de Saúde, Alfredo Peixoto, destaca que a doação é um ato de amor e solidariedade. “O sangue é vital. Ficamos imensamente gratos por todas as doações. É importante que as pessoas compareçam ao banco de sangue de forma sistemática e regular para que sempre tenhamos em estoque todos os hemocomponentes prontos para uso”, disse o secretário, acrescentando que uma única bolsa de sangue pode salvar pelo menos quatro pessoas.

 

Quem pode doar

 

Para doar sangue, o interessado precisa apresentar documento com foto, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 kg, não estar em jejum, não ingerir alimentos gordurosos e estar bem de saúde.

 

Homens podem fazer até quatro doações anuais com prazo de dois meses entre cada uma. Já as mulheres podem fazer três doações por ano, com um com intervalo de três meses. Em cada coleta é retirado um volume de 450 ml de sangue.

 

Por Fátima Santos - Secom VR