Mais de cinco mil mulheres procuraram as Unidades Básicas de Saúde para exames de prevenção ao câncer e quase 1,8 mil mamografias foram realizadas

 

Os resultados do Outubro Rosa foram bastante positivos e superaram as expectativas em Volta Redonda. O município atraiu mais de cinco mil mulheres para a campanha de conscientização sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo do útero. Durante o último mês, foi colhido material para realização de 3.189 exames preventivos (papanicolau) na faixa etária dos 25 aos 64 anos e emitidos 1.991 encaminhamentos para mamografia para mulheres dos 50 aos 69 anos.

 

O prefeito Samuca Silva afirma que, mais uma vez, Volta Redonda alcançou bons resultados nesta campanha de prevenção ao câncer entre as mulheres. “Ressalto que a prevenção ao câncer de mama em Volta Redonda é coisa séria o ano inteiro. Prova disso é que não há fila de espera para exames de mamografia. E a prova de que o trabalho deu certo é a redução do número de mortes causadas pelo câncer de mama que caiu 60% de 2017 para 2018”, disse o prefeito.

 

Neste Outubro Rosa, todas as 46 unidades da Atenção Básica de Volta Redonda trabalharam para alcançar um número expressivo de mulheres, dentro da faixa etária da campanha, para os exames de prevenção. No Dia D, sábado, dia 19 de outubro, além das unidades básicas, a Policlínica da Mulher também atendeu pacientes previamente agendadas.

 

A coordenadora de Saúde da Mulher da Secretaria Municipal de Saúde, a ginecologista Juliana Monteiro Ramos Coelho, que também é responsável técnica pela Policlínica da Mulher, contou que o município ultrapassou a meta, que era colher três mil preventivos. “O resultado, que vem se repetindo desde 2017, também refletiu na queda do número de mortes por câncer de útero, que reduziu em 55% se compararmos 2017 com 2018”, citou Juliana.  

 

O secretário municipal de Saúde, Alfredo Peixoto, afirmou que os investimentos na saúde do município com vistas na prevenção refletem os resultados obtidos. “As unidades de saúde ofertam exames de rotina o ano todo. Além disso, em relação à saúde da mulher, ampliamos a oferta de mamografias”, falou, lembrando que, somente no mês de outubro, foram realizadas 1.764 mamografias.

 

No Centro de Imagens Gecy Vieira Gonçalves, no Estádio Raulino de Oliveira, foram realizadas 1.564 mamografias no último mês e 200 exames do tipo foram feitos por convênio no Hospital das Clínicas. A coordenadora de Divisão de Média Complexidade, Flávia Lipke, lembra, porém, que 1.904 mamografias foram agendadas durante o período no Centro de Imagens e ressalta a importância de não faltar aos exames. “Cada vez que uma mulher não comparece ao seu exame e não avisa, ela impede o acesso de outra paciente”, disse Flávia, explicando que os exames pedidos durante o Outubro Rosa já foram incluídos no Sisreg (Sistema de Regulação do Estado), que leva em consideração a classificação de risco da paciente. 

 

Por Renata Borges com fotos de arquivo – Secom/VR