Comissão Interna de Prevenção de Acidentes tomou posse em Volta Redonda; medida permite que unidade hospitalar se torne também de ensino

 

Os 11 membros eleitos para a primeira Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) do Hospital São João Batista (HSJB) tomaram posse na manhã desta terça-feira, dia 22. A cerimônia aconteceu no auditório do Centro Universitário de Volta Redonda (UniFOA), ao lado do HSJB, no bairro Colina. Além de ser a primeira CIPA da história do São João Batista, a ação é uma das etapas para que a unidade se torne um hospital de ensino.

 

“Conseguimos muitas melhorias para o São João Batista, como a equipe de brigadistas, ações de humanização, entre outras. E a criação da CIPA se junta a essa lista, melhorando tanto para o funcionário quanto para o cidadão. Além disso, é o primeiro passo para que o hospital possa gerar mais conhecimento, se tornando um espaço também de ensino”, ressaltou o prefeito Samuca Silva.

 

A cerimônia teve início com a fala da vice-presidente da Comissão Eleitoral da CIPA, Marcia Figueira, tendo em seguida a assinatura da ata e a posse dos membros. Segundo Marcia, a quantidade de membros é calculada com base no número de funcionários, conforme a norma regulamentadora NR5, que norteia o processo de criação e funcionamento da CIPA.

 

“Temos mais de mil funcionários e tivemos o apoio dos médicos do trabalho do hospital para definir o quantitativo. São seis titulares e cinco suplentes com mandato de um ano”, explicou Marcia.

 

O presidente e seu suplente são indicados pela direção da unidade, enquanto o vice-presidente e o suplente são os candidatos mais votados pelos servidores, respectivamente. A técnica de enfermagem Carmen Lucia da Silva Gomes foi a mais votada e se mostrou disposta a ajudar. “Já conhecia por alto o trabalho da CIPA e resolvi me candidatar. Os colegas assumiram comigo e diziam que iam votar em mim. Como equipe, teremos mais contato, mais acesso, para tentarmos melhorias. Essa é a intenção”.

 

A partir de agra, a CIPA tem 30 dias para a realização de um treinamento para todos os membros, que será realizado em parceria com o UniFOA com carga horária de 20 horas determinada por lei.

 

Por Raphael Martiniano, com fotos de Evandro Freitas. / Secom VR