Desde que foi criado o serviço já beneficiou 194 pacientes e realizou 255 consultas

 

A Prefeitura de Volta Redonda, através da Secretaria de Saúde, segue avançando na humanização no atendimento dos moradores da cidade. O objetivo é estruturar toda a rede para tratar cada paciente na sua integralidade, com atendimento diferenciado e de qualidade. Por isso, na Farmácia Municipal, foi criado o projeto ‘Consultório Farmacêutico’, com objetivo de atender principalmente pacientes hipertensos e diabéticos insulinodependentes.

 

O serviço gratuito tem como objetivos promover a adesão ao tratamento indicado pelo médico, ensinar a melhor forma de armazenamento e administração do medicamento, fornecendo inclusive um calendário de dosagem ao paciente.

 

De acordo com a farmacêutica responsável pelo serviço, Gisele Garupa, entre as principais orientações disponibilizadas para os pacientes estão a glicemia capilar, administração de medicamentos, aferição de pressão arterial, avaliação antropométrica, orientação farmacêutica individual e participação em grupos na atenção ambulatorial.

 

É muito gratificante saber que o nosso trabalho vem trazendo resultados positivos para a vida deles. Temos casos, por exemplo, de pacientes que receberam acompanhamento farmacoterapêutico desde o início do processo de insulinização e que nos exames laboratoriais anteriores apresentou Hemoglobina glicada de 12,5 % e atualmente está com valores de 5,8%. Além disso, devido o bom controle houve redução das doses sob prescrição médica para insulina”, explicou a farmacêutica.

 

Desde que foi criado, o Consultório Farmacêutico já beneficiou 194 pacientes e realizou 255 consultas. Entre os critérios para seleção dos usuários estão: pacientes com diagnóstico de hipertensão e diabetes com baixo resultado terapêutico (relacionado ou não a adesão aos medicamentos); diabéticos que iniciaram o tratamento com insulina e diabetes gestacional.

 

O secretário de Saúde de Volta Redonda, Alfredo Peixoto, afirmou que a implantação do Consultório Farmacêutico é resultado da reforma administrativa promovida pelo governo.  “É um espaço onde o farmacêutico pode atender as pessoas preservando a individualidade da consulta, o que não seria possível em um local onde transitam outras pessoas e se dispensam medicamentos, como no balcão”, explicou o secretário.

 

De acordo com o coordenador da Assistência Farmacêutica da Secretaria de Saúde de Volta Redonda, Alan Sombra, o atendimento é muito importante para os hipertensos e diabéticos insulinodependentes. “Por serem doenças que exigem uso contínuo de medicação, o acompanhamento do farmacêutico é muito importante e pode melhorar a efetividade do tratamento.Estamos à disposição para auxiliar todos os munícipes que fazem uso de medicação”, acredita.

 

O prefeito Samuca Silva, afirma que este é mais um investimento na Rede Pública de Saúde. “A implantação desse serviço farmacêutico veio para melhorar a qualidade de vida e reduzir os desfechos negativos no tratamento dos pacientes portadores de doenças crônicas. Agregando as ações já existentes nas unidades de saúde, o farmacêutico auxilia na melhor adesão ao tratamento e consequentemente, reduzindo os custos desnecessários com medicamentos para o sistema”, disse o prefeito.

 

Responsável pelo atendimento de cerca de 50 pacientes mensalmente, o consultório tem mudado a vida das pessoas. O senhor José Damião Santos, 69 anos, morador do bairro Santa Rita do Zarur, descobriu que era diabético e passou a ser frequentador assíduo do consultório desde que foi implantado.

 

“Desde que passei a utilizar o consultório minha saúde vem melhorando. Lá aprendi a tomar meus medicamentos da forma correta prescrita pelo médico. Qualquer dúvida que tenho procuro a farmacêutica que é, para mim, praticamente um anjo. Me sinto respeitado e amado”, disse o paciente.

 

A médica endocrinologista Maira Miranda, que atende na Policlínica Bernardino de Souza, que fica no Estádio Raulino de Oliveira, já está encaminhando os seus pacientes para o consultório farmacêutico. “O suporte da farmácia ajuda a gente a fazer um controle glicêmico mais adequado. Quando o paciente consegue ir até a unidade farmacêutica a gente consegue manter ele melhor assistido. As farmacêuticas entendem qual o horário de aplicação da insulina, como deve ser armazenada, isso tudo faz com que o paciente memorize melhor a maneira correta de aplicar, melhorando o controle glicêmico do individuo”, elogia a médica. 

 

Áurea Regina da Silva, 39 anos, moradora do bairro São Lucas, passou pelo consultório e já está indicando o serviço para as amigas e familiares. “Passei por uma situação complicada e por indicação procurei o consultório farmacêutico. Tive um excelente atendimento. Não imaginava que seria um atendimento tão espetacular. Eu tinha outra visão de farmacêutico. Eu indico o serviço para as pessoas que conheço para que elas tenham uma orientação adequada sobre a medicação prescrita pelo médico”, contou Áurea.

 

O Consultório Farmacêutico funciona na Farmácia Municipal, na Rua Edson Passos, nº 171, Aterrado. O atendimento será feito por uma farmacêutica da Rede Municipal de Saúde, capacitados pelo Conselho Federal de Farmácia pelo curso “Cuidado Farmacêutico no SUS”. O horário de funcionamento é das 8h ao meio-dia e das 13h às 16h30, com agendamento prévio, respeitando as prioridades.

 

Por Fátima Santos - SecomVR