Instituição financeira vai gerir a cobrança; cidade é a terceira do Brasil a assinar

 

Através de um convênio inovador, o Banco do Brasil vai realizar a cobrança dos débitos inscritos na Dívida Ativa de Volta Redonda. O prefeito Samuca Silva assinou o convênio na manhã desta quarta-feira, dia 26, na sede da instituição financeira, no Rio de Janeiro. O objetivo é que o município possa arrecadar mais valores das dívidas que o município ainda tem a receber. Ao todo, são cerca de R$ 2 bilhões.

 

Volta Redonda é a primeira cidade da Região Sudeste a realizar convênio com esse objetivo. Apenas duas outras cidades do Brasil têm o mesmo convênio, Fortaleza (CE) e Natal (RN).

 

Atualmente, Volta Redonda arrecada apenas cerca de R$ 10 milhões por ano de Dívida Ativa.

 

O prefeito Samuca Silva, que foi acompanhado do secretário de Fazenda, Fabiano Andrade, lembrou que a cidade passa por uma grande crise financeira com queda de repasses dos governos do Estado e Federal, além do índice de endividamento.

 

- Esse convênio é inovador. Precisamos achar mecanismos para melhorar a arrecadação. É uma quebra de paradigma esse convênio, que deu certo em Fortaleza e começa a ser implantado em Natal. Herdamos uma dívida de R$ 1,7 bilhão, quase o dobro de nossa arrecadação anual. Por ano são mais de R$ 100 milhões em dívidas que temos que pagar. Por isso precisamos aumentar a arrecadação. Não estamos terceirizando a gestão da dívida mas apenas a cobrança, vamos avançar bastante para superar o déficit e dívida bilionária encontrada - destacou o prefeito.

 

Samuca ainda lembrou que com os recursos que forem arrecadados, Volta Redonda vai conseguir avançar ainda mais.

 

- Mesmo com toda a dificuldade não fechamos serviços, ampliamos atendimentos e mantemos os salários dos servidores em dia. Mas precisamos de mais. Lembro do acordo que temos de pagar o Piso Nacional do Magistério, compromisso que vinculamos junto a esse convênio de arrecadação da Dívida Ativa - comentou Samuca.

 

Para Cláudio José Gomes, Superintendente de Governo do Banco do Brasil, Volta Redonda está na vanguarda com a assinatura do convênio.

 

- Eu quero parabenizar Volta Redonda e o prefeito Samuca. Esse convênio coloca a cidade na vanguarda, com o ser bom pra prefeigura. Vai ser uma quebra de pardgma da cidade, como forma de solução fiscal. O presidente do Tribunal de Justiça tem cobrado isso, para que os municípios possam efetivamente receber o que é de seu direito - acrescentou o superintendente.

 

Por SecomVR com fotos de Divulgação