As rodas de conversa virtuais sobre o assunto serão semanais e a primeira acontece nesta quarta-feira, dia 06, às 15h

 

O Fórum de Economia Solidária de Volta Redonda está com inscrições abertas para a formação de grupo de estudos virtuais sobre o tema. O objetivo é compartilhar conteúdos para promover o aprendizado e aproximar as pessoas de uma maneira com mais cooperação, autonomia e autogestão para se pensar e fazer economia. Para participar das rodas de conversa online os interessados devem se inscrever pelo Google Forms, por meio do link: https://bityli.com/XwkGq. Membros do fórum entrarão em contato por e-mail ou celular cadastrados para informar a plataforma que será utilizada.

 

O grupo de estudos virtual em Economia Solidária terá encontros semanais, tendo sempre um texto base para leitura prévia. A primeira roda de conversa está marcada para quarta-feira, dia 06, às 15h, e o assunto escolhido foi "Redes de Colaboração Solidária", que é uma das vertentes da Economia Solidária, com o artigo do professor Euclides Mance, chamado "Redes de Colaboração Solidária: Construindo uma Nova Sociedade".

 

A chefe de Gabinete da Secretaria Municipal de Planejamento, Transparência e Modernização da Gestão, Bárbara Cunha, que faz parte do Fórum de Economia Solidária de Volta Redonda, explica que o grupo online, por conta do isolamento social necessário pela prevenção do contágio pelo novo coronavírus, acaba facilitando o acesso das pessoas, inclusive de outros municípios. “Queremos atingir todas as pessoas que se interessarem a aprender o que é Economia Solidária, como ela se dá na prática e como podemos agir no dia-a-dia com ela”, disse.

 

O Fórum de Economia Solidária é um espaço criado pela tríade empreendedores da Economia Solidária (artesãos, agricultores familiares, catadores de materiais recicláveis, coletivos de artistas e fazedores de cultura, dentre outros); membros de entidade de apoio e fomento (universidades e ONGs); e servidores públicos das esferas Municipal, Estadual e Federal. Em Volta Redonda, o grupo se reúne mensalmente, toda última quarta-feira do mês. Antes da pandemia pela Covid-19, as reuniões aconteciam na UFF (Universidade Federal Fluminense), campus Aterrado. Agora é realizada online pelo aplicativo Zoom.

 

A economia solidária é um jeito diferente de pensar produção, consumo, oferta de serviço e comercialização. Ela trabalha o desenvolvimento econômico pela ótica da rede colaborativa. As decisões são tomadas em conjunto, todo o processo é participativo. “Estamos nesse processo de criação da política pública de Economia Solidária de Volta Redonda. Precisamos e queremos divulgar e fortalecer cada vez mais a Economia Solidária no município”, reforçou o prefeito Samuca Silva, ressaltando que a cidade já realizou três fóruns sobre o tema.

 

Por Secom/VR com fotos de divulgação