Qualificação para atendimento ao público foi oferecida pela Escola de Governo e Gestão na manhã desta quinta-feira, dia 28

 

A Escola de Governo e Gestão da Prefeitura de Volta Redonda ofereceu na manhã desta quinta-feira, dia 28, para 50 servidores públicos, o workshop “Surdos e Pessoas com Deficiência Auditiva no Trabalho”. A qualificação, com o objetivo de melhorar a convivência e o atendimento nos casos que envolvam pessoas com deficiência auditiva no trabalho, foi realizada no auditório do SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), com inscrições feitas previamente pelo site da escola.

 

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, reforça a importância da Escola de Governo e Gestão. “O projeto, criado em 2017, logo no início da minha gestão, tem uma missão clara: capacitar o nosso servidor. Sabemos que ele é o responsável, direta ou indiretamente, por atender a população. E não há como melhorar o atendimento e os serviços aos cidadãos sem qualificar e valorizar continuamente os nossos funcionários”, pontuou o prefeito.

 

A professora da UFF (Universidade Federal Fluminense), Beatriz Crittelli Amado, doutoranda em Ensino de Ciências para Surdocegos na USP (Universidade de São Paulo), abordou diversas situações de pessoas surdas no espaço de trabalho, demonstrando a estrutura básica para iniciar uma comunicação em libras. Além disso, o workshop buscou promover empatia, equidade e equilíbrio no ambiente de trabalho, no setor público.

 

Para Larissa Junqueira, da Secretaria Municipal de Planejamento, Transparência e Modernização da Gestão (Seplag), o workshop foi excelente. “A professora tem uma didática muito boa, adorei. O tempo foi curto para tanto aprendizado. A Escola de Governo e Gestão está de parabéns pela iniciativa”, afirmou.

 

A diretora da Divisão de Políticas para Pessoa com Deficiência da Secretaria Municipal para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos (SMIDH), Angélica Emilie de Oliveira Santos, uma das articuladoras do curso, informou que segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2010, a porcentagem de brasileiros que declara ter deficiência auditiva é de 5,1% da população. “Esse número prova que nós servidores públicos precisamos adquirir conhecimentos para proporcionar uma melhor comunicação com esse público”, acrescentou.

 

Já a gerente Administrativa da Escola de Governo e Gestão, Daniele Monteiro, lembra que a escola já ofereceu para os servidores públicos, em 2019, mais de 70 oportunidades de treinamento e desenvolvimento profissional. “Em dezembro abriremos inscrições para três cursos na modalidade à distância. Para mais informações acesse o site www.voltaredonda.rj.gov.br/egg ou entre em contato pelo whatsapp (24) 99821-8780”, avisou.

 

Por Renata Borges com fotos de divulgação – Secom/VR