Visita técnica encerrou nesta quarta-feira, dia 11, com conversa com o grupo de trabalho do Plano Municipal da Infância e Adolescência

 

Volta Redonda recebeu nesta semana o representante da Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente, Augusto Guimarães, que é técnico de Referência dos Municípios do Rio de Janeiro do Programa Prefeito Amigo da Criança. No primeiro dia de visita, segunda-feira, dia 09, o prefeito Samuca Silva, assinou o termo de adesão ao Projeto de Fortalecimento da Estratégia ODS (Objetivo de Desenvolvimento Sustentável) se comprometendo a incluir metas e estratégias do projeto no planejamento das ações municipais.

 

“É um orgulho para Volta Redonda contar com a assessoria da Fundação Abrinq para políticas públicas municipais. Além de levar em consideração os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e 169 metas para erradicar a pobreza e a desigualdade”, disse Samuca, lembrando que o objetivo é promover políticas integradas para alcançar o desenvolvimento sustentável.

 

Augusto Guimarães explicou que acompanha Volta Redonda por conta do programa Prefeito Amigo da Criança. “O papel da Fundação Abrinq, que criou o programa, é auxiliar tecnicamente os prefeitos, ao longo de quatro anos, para que priorizem em suas gestões a criança e o adolescente. O resultado deve ser a implementação de ações políticas que resultem em avanços na garantia dos direitos desse público”, explicou.

 

Ele acrescentou que escolheu Volta Redonda para aderir ao Projeto de Fortalecimento da Estratégia ODS (Objetivo de Desenvolvimento Sustentável) pelo município se mostrar engajado com as questões da criança e do adolescente. “Volta Redonda é um município que nos demanda muito, mostrando proximidade com essa realidade. Por isso, além do suporte técnico, queremos conhecer as equipes, dar sugestões, entender o contexto local”, disse Augusto.

 

Após o encontro com o prefeito e secretários municipais das áreas de Assistência e Educação, o representante da Fundação Abrinq seguiu a agenda que previa visita à escolas e maternidade públicas, além de conversa com entidades da sociedade civil que trabalham pelos direitos da criança e do adolescente, Conselho Tutelar e com grupo de trabalho do Plano Municipal da Infância e Adolescência.

 

Na manhã de terça-feira, dia 10, ele esteve no Colégio Getúlio Vargas para conhecer e participar de uma edição do VR em Jogo. O jogo de tabuleiro é uma metodologia integrativa dentro da gestão pública e é uma maneira participativa de incluir os adolescentes no planejamento estratégico do município. Durante a partida eles veem áreas de políticas públicas como mobilidade urbana, educação, saúde, habitação de interesse social e elaboram propostas a longo prazo para resolução dos problemas.

 

“As ideias que surgem são avaliadas e podem ser aproveitadas no Plano Estratégico Municipal, que valerá por 20 anos, a partir de 2020”, explicou a chefe de Gabinete da Secretaria de Planejamento, Transparência e Modernização da Gestão, que idealizou o jogo, Bárbara Cunha, que também é membro do grupo de trabalho do Plano Municipal da Infância e Adolescência e acompanhou a agenda técnica da Abrinq em Volta Redonda. 

 

Na terça, à tarde, o representante da Fundação Abrinq visitou na Maternidade do Hospital São João Batista, onde participou de Reunião com equipe do Comitê de Prevenção do Óbito Infantil e Fetal. Na quarta-feira, dia 11, o encerramento da visita técnica a Volta Redonda foi com debate e oficina com grupo de trabalho do Plano Municipal da Infância e Adolescência para associação aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

 

Por Renata Borges com fotos de Geraldo Gonçalves e divulgação – Secom/VR