‘VR em Jogo’ foi aplicado com os alunos da E.M. Paulo VI, no Açude

 

 

O Plano Estratégico Municipal (PEM) está em desenvolvimento pela secretaria de Planejamento, Transparência e Modernização da Gestão de Volta Redonda (Seplag). Ele tem como objetivo pensar a cidade para os próximos 20 anos. Uma das etapas do Plano é o ‘VR em Jogo’, uma atividade aplicada em escolas que incentiva, de forma lúdica, a interação com o dia a dia da cidade. Nesta quinta-feira, dia 08, o jogo foi realizado com os alunos da E.M. Paulo VI, no Açude.

 

De acordo com a gerente do departamento de Transparência e Participação Social da Seplag, Cíntia Medeiros, a intenção é a elaboração de um PEM participativo. “A gente está tentando construir uma cidade melhor para todos. E como é um Plano para daqui a 20 anos nada mais justo do que incluir as pessoas que vão cuidar da cidade em 20 anos, por isso é importante fazer esse trabalho com os jovens”, contou.

 

Mais de 1500 alunos de escolas particulares e públicas da cidade já participaram do jogo de tabuleiro educativo, que faz alusão às 10 áreas estratégicas criadas no PEM. A intenção é reunir as ideias que surgirem no decorrer da atividade para serem analisadas e transformadas em projetos reais pela Seplag. “Os adolescentes dão ideias valiosas que são muito úteis e viáveis”, disse Cíntia.

 

Os alunos ficaram envolvidos no jogo e contaram sobre a experiência de serem ouvidos sobre assuntos importantes. “Eu gostei dessa ideia, incentiva a gente a participar do dia a dia da cidade. Nós somos o futuro e temos que saber o que vamos fazer no futuro. Acho que tem mesmo que movimentar isso nas escolas, a falta de envolvimento da nossa geração pode prejudicar muito nosso futuro”, comentou a aluna no 9º ano, Júlia Vitória, de 14 anos.

 

Quem concordou foi a colega turma Melissa Vitor, também de 14 anos. “É muito difícil pessoas da nossa idade serem ouvidas sobre assuntos sérios, como projetos para o futuro da cidade. Se a gente se juntar e aproveitar essa oportunidade a gente vai fazer a diferença”.

 

O diretor de Transparência e Controle Social da Seplag, Marcos Vinícius Delgado, explicou que todas as sugestões apresentadas durante o jogo pelos estudantes são anotadas e incluídas em um banco de dados para serem analisadas e, possivelmente, incluídas no PEM. “Além do VR em Jogo, a Seplag também criou o PEM Digital que permitiu a participação da população pelo site da prefeitura. Todos os projetos entrarão no Caderno do PEM 2020/2040, que é o documento com os resultados dos projetos discutidos e aprovados”.

 

De acordo com o secretário de Planejamento, Transparência e Modernização da Gestão, Enock Azevedo, o próximo passo é realizar o Seminário do Plano de Estratégia Municipal. “A expectativa é fazer o seminário ainda no 1º trimestre do próximo ano, para reunir todas as ideias e discussões. Após o seminário vamos concluir o Caderno e o projeto de lei para enviar para aprovação da câmara”, contou Enock. 

 

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, lembrou que o Plano Estratégico Municipal está previsto na Lei Municipal 5.367/2017, a Lei da Reforma Administrativa. “O PEM é um compilado das estratégias firmadas nos outros Planos Municipais, além de outras demandas vindas de vários segmentos da cidade”, lembrou o prefeito.

 

Por Ana Maria Mansur, com fotos de Evandro Freitas - SecomVR