Objetivo da proposta, que será enviada ao Ministério Público, é garantir a reabertura gradual desses espaços, com atendimento individual e sem aglomerações

 

Dando sequencia a reuniões de dialogo com setores empresariais e da sociedade civil, o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, recebeu nesta quinta-feira, dia 07, uma proposta de reabertura de academias, estúdios e clubes, em uma reunião no Teatro da Fevre, no bairro Laranjal. A proposta apresentada ao prefeito visa a reabertura gradual desses espaços com medidas de proteção a Covid-19, o Novo Coronavírus.

 

A proposta apresentada visa que as atividades deste segmento retornem após 18 de maio, com medidas de prevenção ao Novo Coronavírus. Entre elas, atendimentos individuais ou com grupos reduzidos, utilização obrigatória de máscaras, higienização dos locais, grupo de risco afastado das atividades, entre outros.

 

Samuca explicou que, junto com a equipe técnica da prefeitura e autoridades de saúde, irá adaptar a proposta e levar ao Ministério Público do Estado para apreciação.

 

"Nós temos uma sentença judicial que não permite a abertura desses espaços. Outras atividades econômicas conseguimos a flexibilização por conta de uma proposta aceita pelo MP, com eixos de monitoramento do avanço do vírus na cidade. Vamos apresentar uma proposta técnica também para a reabertura dessas atividades, mas também condicionada ao avanço da Covid-19 no município", disse Samuca.

 

O prefeito acredita que a abertura das academias, estúdios de funcional e similares só será possível se os eixos de monitoramento se mantiverem dentro do esperado e acordado junto com o MP.

 

Os seis eixos de monitoramento são: o número de casos suspeitos não poderá aumentar em 5% por dois dias seguidos; A ocupação de leitos no CTI não ultrapassar 50%; A ocupação de leitos no Hospital de Campanha não ultrapassar 60%; O grupo de risco permanecer em isolamento social; Uso de máscara obrigatório nas ruas; Além de manter a proibição de qualquer tipo de aglomeração.

 

Samuca lembrou ainda que a partir de segunda, dia 18, o comércio varejista retorna às atividades, no período de 14 às 22 horas. E, diante disso, segundo o prefeito, a próxima semana será crucial para que os eixos se mantenham equilibrados.

 

"As medidas de segurança devem ser mantidas, como uso obrigatório de máscaras. Esse vírus é muito agressivo. Precisamos deixar as pessoas da faixa de risco em casa e pedir para que a população só vá às ruas caso seja necessário e, mesmo assim, evitando aglomerações e tomando os devidos cuidados. Todos nós temos responsabilidade nessa guerra contra a Covid-19", comentou.

 

Por SecomVR – com fotos de Felipe Carvalho