Carlos Rosa também foi nomeado para a pasta de Projetos Especiais e Captação de Recurso

 

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, nomeou nesta segunda-feira, dia 13, o coronel PM Antônio Goulart Matos como secretário municipal de Segurança Pública. Também foi nomeado o professor universitário Carlos Rosa como secretário municipal de Projetos Especiais e Captação de Recursos. Os dois estiveram reunidos com Samuca, nesta terça, no gabinete do prefeito.

 

Samuca destacou que a secretaria de Segurança Pública tem, como principais objetivos, auxiliar na interlocução com as forças de segurança que atuam na cidade e ainda trabalhar através de inteligência como forma de prevenção.

 

"Estamos pensando na população de Volta Redonda. O coronel Goulart é especialista em segurança pública, atuou na nossa região como comandante de área do 5º CPA. É um conhecedor do Sul Fluminense é vai ser fundamental para nos ajudar nessa questão de segurança, principalmente no diálogo com as outras forças", destacou Samuca.

 

O comandante Antonio Goulart é policial militar desde 1994, bacharel em direito e especialista em Gestão de Segurança Pública Municipal. Segundo o comandante, o objetivo será garantir parcerias em prol da população.

 

"Agradeço ao prefeito pela confiança. Irei fazer um trabalho para aperfeiçoar a questão da segurança municipal, fazendo a interlocução com os órgãos municipais e as policias Civil, Militar e Federal. Teremos um local exclusivo para planejar todas nossas ações na área de segurança pública", destacou o Coronel. 

 

Já na pasta assumida por Carlos Rosa, a ideia do prefeito é que seja uma secretaria que resolva as questões burocráticas e sejam interlocutores na busca por projetos que beneficie toda a população de Volta Redonda. Rosa tem 42 anos de experiência em supervisão e gerenciamento na área de Controladoria (Custo, Fisco, Financeiro e Administrativo), adquirida em empresas nacionais e multinacionais de grande porte.

 

"Em um momento de crise, buscar parcerias com os governos Federal e Estadual, bancos de investimentos e empresas privadas são fundamentais. Temos quase R$ 90 milhões aprovados em convênio com a Caixa Econômica Federal. E queremos avançar em mais parcerias para desenvolver nossa cidade", completou o secretário Carlos Rosa.

 

Por Renan Ferreira com fotos de Gabriel Borges

Secom/Vr