Choveu muito acima da média no município e as equipes estão realizando a limpeza da cidade e atendimento à população afetada

 

Toda a estrutura da Prefeitura de Volta Redonda está atuando para minimizar os transtornos causados pelo temporal que atingiu Volta Redonda e outras  cidades da região na noite deste domingo, dia 7. De acordo com o coordenador da Defesa Civil do município, Leandro Rezende, choveu 169mm durante 4 horas. O previsto para o todo mês era de 120mm.

 

No bairro Retiro houve acúmulo de água em algumas ruas, assim como no Jardim Ponte Alta, Minerlândia, Siderlândia, Belmonte, Jardim Europa e Vila Santa Cecília.

 

No principal foco de alagamento no Retiro, a equipe da Secretaria Municipal de Infraestrutura (SMI) e o IPPU-VR (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Volta Redonda) foram ao local para analisar um empreendimento privado.

 

O coordenador da Defesa Civil explicou que 4 vítimas foram socorridas pelos Bombeiros. Três por conta de um deslizamento de terra no térreo de um comércio no bairro 249 e outra devido a um deslizamento de terra que atingiu uma residência na Rua Manchester, na Ponte Alta.

 

“Até o momento, interditamos 7 residências e um estabelecimento comercial devido a deslizamentos”, explicou Leandro, acrescentando que pelo menos 8 famílias estão desalojadas e sendo atendidas pela Smac (Secretaria de Ação Comunitária).

 

Limpeza de vias

 

A secretaria de Infraestrutura (SMI) está realizando a limpeza de ruas para viabilizar a passagem de carros e ônibus. São mais de 600 profissionais atuando na Rua Evangelista Delgado (Rua 209), no bairro Conforto, ruas 18, 31, 33, 41 e Rodovia Sérgio Braga, na Vila Santa Cecília (trecho entre o Viaduto Alimo Francisco até a Rua 243), Avenida Amaral Peixoto (próximo à entrada do bairro São Geraldo) avenidas Paulista, Antônio de Almeida e Sávio Gama (Retiro), além da Rua Francisco Antônio Francisco, na subida do bairro Açude.

 

“Estamos utilizando 40 caminhões, 8 retroescavadeiras, uma pá mecânica, uma escavadeira hidráulica, 2 caminhões sewer Jet (utiliza jato d’água com alta pressão) e 2 caminhões-pipa”, afirmou o secretário de Infraestrutura, Toninho Oreste.

 

A Secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana (STMU) informou que está trabalhando em conjunto com a SMI, interditando temporariamente as principais vias atingidas para a realização da limpeza.

 

“Recebi uma ligação do governador em exercício agora pela manhã, o vice Claudio Castro, e pedi ajuda em relação a maquinário do DER (Departamento de Estradas e Rodagem), mão de obra para que nos ajude a acelerar a recuperação e limpeza da cidade”, acrescentou o prefeito Samuca Silva.

 

Saae-VR

 

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Volta Redonda (Saae-VR) informou que a Estação de Tratamento de Água e Esgoto (ETA) Belmonte já voltou a operar normalmente. Alguns reservatórios ainda estão com nível baixo, mas o abastecimento de água está sendo normalizado gradativamente nas regiões afetadas.

 

As equipes do Saae-VR estão realizando manutenções em alguns pontos do município, como a rede adutora do Córrego Secardes, na Rua 209, no bairro Conforto, que abastece as regiões da Morada da Granja e São Cristóvão, além da Região Leste de Barra Mansa. A previsão é que os serviços sejam concluídos ao longo do dia.

 

“A bomba do Açude também foi afetada pela água da chuva, ficando parada por um tempo e prejudicando todo o bairro e parte do Belmonte e do Retiro. Já efetuamos o reparo e o abastecimento será normalizado de forma gradual”, explicou o diretor-presidente do Saae-VR, José Geraldo Mattea, o Zeca.

 

A autarquia colocou 6 caminhões-pipa circulando pela cidade, com prioridade para atender unidades hospitalares.

 

Educação

 

O temporal também afetou algumas escolas da rede pública e, de acordo com a Secretaria Municipal de Educação, foi necessária a interdição de algumas escolas, afetando cerca de 1.300 alunos da rede, que conta atualmente com aproximadamente 38 mil estudantes matriculados.

 

As escolas Ayrton Senna, na Vila Santa Cecília, Gotinhas de Amor, no São Lucas, João Haasis, no Eucaliptal, e Pará, no Retiro, tiveram as aulas suspensas. As unidades Pará e João Haasis terão que passar por reforma e limpeza, e as aulas estarão suspensas durante toda esta semana. A Gotinhas de Amor retoma as atividades na próxima quinta-feira, dia 11.

 

Na Escola Municipal Graciema Coura, no bairro Três Poços, somente duas turmas não tiveram aulas e as equipes de limpeza estão trabalhando para que a unidade retome as aulas na parte da tarde. O Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Balãozinho Vermelho, no Minerlândia, está sem aula pela manhã. O CMEI Mário Palheta, no Verde Vale, funcionou normalmente pela manhã e, à tarde, vai operar de forma parcial, para que seja reparado o abastecimento de água, Visto que só tinha quantidade suficiente para funcionar no primeiro turno. No CMEI Elza Costa Figueiredo, bairro São Geraldo, uma turma infantil foi liberada às 11h, porque duas assistentes não conseguiram chegar à unidade, devido às saídas dos bairros onde residem estarem com problemas gerados pela forte chuva.

 

“Algumas escolas tiveram problemas pontuais de professores que não conseguiram chegar por morarem em locais que foram impactados com a chuva, mas essas situações foram contornadas pelas próprias unidades”, explicou a secretária de Educação, Rita Andrade, afirmando ainda que a equipe de manutenção da secretaria está atuando de forma intensa na limpeza das escolas para que as aulas retornem normalmente nesta terça-feira, dia 9.

 

De acordo com o presidente da Fevre (Fundação Educacional de Volta Redonda), a Academia da Vida Oscar Cardoso e o Colégio Getúlio Vargas tiveram problemas no abastecimento de água e as equipes do Saae-VR estão atuando.

 

Esporte e Lazer

 

A Secretaria de Esporte e Lazer de Volta Redonda (Smel) informa que seis dos nove ginásios da cidade estão com todas as suas atividades suspensas nesta segunda-feira, dia 8, devido à forte chuva que atingiu a cidade. Os bairros que estão com as atividades suspensas são: Santa Cruz, Retiro, Vila Rica-Tiradentes, Siderlândia, São Geraldo e Açude. O ginásio do bairro 249 está funcionando de forma parcial, apenas prestando o serviço de informação.

 

As aulas dos ginásios da Ilha São João e do bairro Santo Agostinho não foram suspensas, os locais não foram atingidos pela forte chuva. A Arena do Aterrado e a Academia de Musculação que funciona no Estádio Raulino de Oliveira estão com suas atividades funcionando normalmente.

 

“A previsão é de que as ações dos programas Melhor Idade em Movimento, Crescer em Movimento, Programa de Iniciação Desportiva, Jovem e Adultos em Movimento retornem nesta terça-feira, dia 9”, explicou a secretária municipal de Esporte e Lazer, Maria Paula Tavares.

 

Zoológico

 

O Zoológico Municipal, que também foi muito atingido pelas chuvas da noite do último domingo, dia 7, ficará fechado nestas terça e quarta-feira, dias 9 e 10, voltando a funcionar na próxima quinta-feira, dia 11. O lago interno e o córrego que passa atrás do zoo transbordaram espalhando areia e lama por toda extensão do zoológico. O serviço de limpeza foi iniciado na manhã desta segunda-feira, dia 8, pela equipe do local, mas para a conclusão do trabalho será necessária a colaboração das equipes da SMI, que, prioritariamente, estão atuando nas ruas da cidade.

 

A Defesa Civil pede a colaboração das pessoas para evitarem as ruas alagadas e qualquer informação, entrar em contado com a CAU - Central de Atendimento Único pelos telefones: 199 (Defesa Civil) e 153 (Guarda Municipal), além dos Bombeiros.

 

“Quero agradecer a todos os secretários, equipes que estão atuando nas ruas pelo trabalho incessante para que possamos minimizar os impactos e que a população possa retomar sua rotina. Estamos conseguindo, apesar de todas as dificuldades. Torcemos para não chover, mas há a previsão. Pessoas que estão em área de risco, por favor, saiam de suas casas em casos de forte chuvas, procurem a Defesa Civil, temos condições de abrigar pessoas, por que o maior patrimônio é a vida”, frisou Samuca Silva.

 

SecomVR