Projetos PID e JAM participaram da atividade em Volta Redonda

 

Nesta sexta-feira, dia 28, alunos dos projetos Jovem e Adulto em Movimento (JAM) e Projeto de Iniciação (PID) da secretaria de Esporte e Lazer de Volta Redonda (SMEL) participaram do Primeiro Festival de Desafios, na Arena Esportiva, no bairro Voldac. A ação contou com um circuito expressivo que envolveu estações de agilidade, resistência e coordenação, com a superação e condicionamento físico para os alunos do JAM. Os alunos do PID participaram de atividades de atletismo com corrida de 100 metros, arremesso de peso e salto em distância.

 

A aluna do JAM, Débora Maurey, que ficou em primeiro lugar no desafio destacou que foi bem difícil o circuito. “Exigiu um bom condicionamento, fiquei bem cansada e foi bem difícil o circuito. Achei ótima a experiência, valeu muito o esforço, nunca tinha feito uma atividade assim e quanto acontecer de novo vou estar presente”, disse.

 

A secretária de Esporte e Lazer, Maria Paula Tavares contou que no desafio foram escolhidos os alunos que serão homenageados no aniversário da cidade. “O desafio foi muito bom e foi uma ótima experiência para nossos alunos. Outros núcleos puderam conhecer o espaço e fazer uma atividade na Arena Esportiva. E cada projeto selecionou os alunos que vão ser homenageados no dia 17 de Julho. A equipe da SMEL está de parabéns e os alunos também por participar da ação proposta”, contou.

 

      

Para o primeiro colocado no desafio do PID, Yago Ribeiro, de 17 anos, foi uma experiência incrível. “Eu gostei bastante de participar das atividades na Arena. Eu não conhecia quase nada de atletismo e fiquei encantando com tudo que aprendi e participei. Foi ótima a experiência e adorei correr e quem sabe não invisto na modalidade, principalmente correr na pista”, falou.

 

O prefeito Samuca Silva destacou que o evento foi realmente para incentivar e fomentar o esporte e a atividade física.“Mesmo tendo um prêmio no final, os alunos se dedicaram e participaram de uma atividade completa e com bastante dinâmica. Algo diferente dos que eles praticam diariamente nos núcleos da SMEL. Espero que todos tenham gostado e sei que outros desafios vão ser realizados”, contou.

 

Por Maria Clara Sales com foto Geraldo Gonçalves – Secom VR