Ação teve como objetivo aprimorar as técnicas do projeto de defesa pessoal

 

Nesta terça-feira, dia 02, a ex-lutadora Érica Paes, realizou na Arena Esportiva de Volta Redonda uma capacitação com a professora da SMEL, Luciana Lima, responsável pelas aulas do programa ‘Eu me amo eu me protejo’, desenvolvido em parceria com a secretaria de Políticas para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos. O objetivo da ação foi aprimorar as técnicas que são passadas para as alunas do curso de defesa pessoal.

 

Segundo Érica Paes, o objetivo é sempre simplificar as técnicas para melhorar a forma de entendimento das alunas. “São diversas técnicas e nós queremos deixar essa metodologia mais simples possível para que as alunas tenham maior capacidade de compreensão e possam realizar essas técnicas caso precise se defender. Vou estar sempre monitorando o trabalho e realizando mais capacitações com os profissionais da SMEL”, contou.

 

A professora do projeto Luciana Lima, destacou que o momento foi enriquecedor. “Foi muito bom participar desse momento, aprendi novas técnicas e aprimorei as que já tinham conhecimento”, falou.

 

O ‘Eu me amo, eu me protejo’, é realizado duas vezes na semana no Centro Municipal de Artes Marciais (CEMAM), no Ginásio do Retiro, e tem como objetivo atender mulheres que querem aprender técnicas de luta adaptadas para defesa pessoal em situações de assédio, abuso e agressão.

 

A secretária de Esporte e Lazer, Maria Paula Tavares, destacou a importância da capacitação realizada hoje na Arena Esportiva. “Esse aprimoramento é de grande relevância para o profissional de educação física da SMEL que desenvolve este projeto. Pois ensina as mulheres a se defenderem e sair de uma situação de risco eminente. Por isso a necessidade de ter um profissional capacitado e bem treinado”, contou.

 

O prefeito Samuca Silva, enfatizou que o projeto é uma política pública de qualidade para as mulheres de Volta Redonda. Nós estamos juntos no enfretamento da violência contra a mulher. O projeto mostra nosso comprometimento em realizar políticas públicas de qualidade para as mulheres da cidade”, disse.

 

Por Maria Clara Sales com foto Geraldo Gonçalves - Secom/VR