Prova para alunos do 8º e 9º anos do Ensino Fundamental permite diagnosticar desenvolvimento e selecionar para projeto Sábado na Escola

 

Cerca de dois mil estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental da rede municipal fizeram nesta sexta-feira, dia 15, a Avaliação Diagnóstica nas disciplinas de Língua Inglesa (8º Ano), Língua Portuguesa e Matemática (9º Ano). De acordo com a secretária municipal de Educação, Rita Andrade, a prova, além de diagnosticar o nível de desenvolvimento dos alunos nas referidas disciplinas, serve como seleção para as atividades de Aprofundamento do Projeto Sábado na Escola.

 

“É uma forma de avaliar o desempenho dos estudantes e oportunizar a eles uma preparação para o Ensino Médio. O Sábado na Escola agrega mais valor no processo educacional e conteúdo para que nossos alunos estejam preparados para a continuidade na vida escolar”, comentou Rita.

 

A avaliação aconteceu nas duas últimas aulas do turno da manhã e do turno da tarde. Matheus Marques , estudante do 9º Ano, contou que achou as questões bem elaboradas. “Eu estudei bastante e considero que tenho me saído bem na prova. É importante para o nosso futuro e saber quais as disciplinas que precisamos nos dedicar e nos esforçar mais”.

 

Já Camila Sperandio, estudante do 9º Ano, também contou sobre suas expectativas sobre a prova. “Eu quero passar nessa prova para poder conseguir estudar em uma escola técnica, mas ainda vou pensar em que área me dedicar. Me preparei durante alguns dias e espero ter me saído bem”, comentou Camila

 

Os melhores resultados na prova de seleção conquistarão as vagas para participarem das aulas de Aprofundamento de Língua Inglesa (30 vagas para o 8º Ano), Língua Portuguesa e Matemática (30 vagas para o 9º Ano). O Projeto Sábado na Escola visa também à preparação para concursos externos como IFRJ (Instituto Federal do Rio de Janeiro) e ETPC (Escola Técnica Pandiá Calógeras), com início no dia 23 de março e término em 30 de novembro.

 

Para o prefeito Samuca Silva, avaliações periódicas colaboram para a administração municipal investir em melhorias na educação.

 

“Construímos e reformamos escolas, entregamos uniformes e kits escolares, capacitamos os professores, e continuamos investindo na educação. Com esse diagnóstico, podemos trabalhar com mais foco nas necessidades dos nossos jovens e criar para eles mais oportunidades na carreira”, afirmou Samuca.

 

Por Raphael Martiniano / SecomVR