Município debate políticas públicas para crianças e adolescentes

X Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente teve palestra, debates e eleição para edição estadual

 

Cerca de 250 pessoas, a maioria de adolescentes, participaram nesta quarta-feira, dia 28, da X Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Volta Redonda. Realizado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) no Clube Náutico, no bairro Aterrado, o evento teve o tema “Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências”.

 

O objetivo geral foi mobilizar os integrantes do Sistema de Garantia de Direitos (SGD), crianças, adolescentes e a sociedade para a construção de propostas voltadas para a afirmação do princípio da proteção integral a crianças e adolescentes nas políticas públicas, fortalecendo as estratégias/ações de enfrentamento das violências e considerando a diversidade.

 

Representando o Conselho Estadual de Defesa da Criança e do Adolescente (CEDCA), a palestrante Natanne Azevedo de Lima falou sobre o tema do encontro. “Vim falar com os jovens, principalmente, sobre protagonismo, porque eles são sujeitos de direito e têm que ocupar espaços como esse. Geralmente, participo com eles nos chamados eixos, conversando e fazendo dinâmicas, porque eu também sou fruto de conferências”, comentou Natanne, que veio ao evento com a também representante do CEDCA, Guaraciara Lopes.

 

O estudante Gabriel Bergone, que representou o Fórum da Juventude Sul Fluminense em Ação, participou da mesa de abertura e destacou o benefício da conferência para os jovens. “É a minha segunda conferência e o mais importante é os jovens se sentirem incluídos na formação dessa política pública. Além disso, tem a questão de eles terem a conscientização que eles são cidadãos de direito e estão exercendo um direito que é deles, que é de participação”, disse Gabriel, que cursa o 3º Ano do Ensino Médio no Ciep 295 Professora Glória Roussin Guedes Pinto.

 

A conferência contou ainda com três apresentações culturais, envolvendo música, dança e teatro. Participaram do evento o vice-prefeito Maycon Abrantes, secretários e representantes municipais das secretarias de Ação Comunitária (Smac), de Educação (SME), Fundação Beatriz Gama (FBG), Guarda Municipal, Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC), além de conselheiros tutelares e do CMDCA.

 

“É muito importante discutirmos políticas públicas para crianças e adolescentes, fortalecendo o conselho, o Fundo (para a Infância e Adolescência), trabalhando e pensando no futuro dos nossos jovens, que são o futuro da nossa cidade”, comentou o vice-prefeito Maycon Abrantes.

 

Eleição para conferência estadual

 

De acordo com a presidente do CMDCA, Adriana de Paula Amorim Rezende, a conferência serviu também como etapa preparatória da X Conferência Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, que será realizada em 2019 no Rio de Janeiro e culminará na participação do estado na XI Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente. “Formamos cinco grupos e cada grupo teve um tema a ser debatido. No final, é feita a eleição e daqui saem 13 delegados para participarem da conferência estadual no ano que vem”.

 

São eleitos delegados titulares e suplentes de diversas representações, como CMDCA, conselhos tutelares, adolescentes, movimentos sociais, sistema de Justiça, Rede de Atendimento (educação, saúde e assistência); e universidades públicas e privadas.

 

O prefeito Samuca Silva destacou o trabalho realizado pela estrutura municipal em prol das crianças e dos adolescentes. “Estamos atuando várias secretarias e órgãos do Governo Municipal, trabalhando as políticas públicas através de ações como a conferência e a construção do Plano Municipal para Infância e Adolescência. Mas, o mais importante é o envolvimento dos jovens na discussão dessa política”, afirmou Samuca Silva.

 

Por Raphael Martiniano, com fotos de Evandro Freitas / SecomVR