Ação Comunitária convoca 45 concursados em Volta Redonda

Psicólogos e assistentes sociais atuarão nas unidades de proteção básica e especial, visando melhorar atendimento aos usuários

 

Com o objetivo de continuar melhorando o atendimento aos usuários, a Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac) de Volta Redonda convocou 45 profissionais concursados, entre psicólogos e assistentes sociais. De acordo com o secretário da pasta, Marcus Vinícius Convençal, a convocação é importante para dar continuidade ao trabalho realizado, promovendo melhor qualidade para os cidadãos atendidos.

 

“Com a contratação por RPA (Recibo de Pagamento Autônomo), alguns funcionários recebiam capacitação e depois de algum tempo saíam por outros motivos, como ter passado em algum concurso, por exemplo. Havia uma necessidade de substituição e virava um ciclo. Com a chegada dos concursados, inclusive cumprindo com a legislação federal, esperamos melhorar a qualidade no atendimento por conta da continuidade do trabalho”, explicou o secretário.

 

A psicóloga Gilmara da Costa Silva já atuava no Cras (Centro de Referência de Assistência Social) do bairro Monte Castelo com vínculo de RPA. Aprovada no concurso, Gilmara foi convocada e conta estar feliz por agora ter mais estabilidade e todos os direitos que um profissional concursado tem.

 

“Fui muito bem recepcionada e convidada a trabalhar no Departamento de Proteção Básica (DPB), na coordenação do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. Estou bastante feliz com a minha nova fase na Smac e com a expectativa de realizar um bom trabalho, contribuindo para o desenvolvimento do trabalho do departamento”, contou Gilmara.

 

Gilmara e os outros convocados vão atuar nas unidades de Proteção Básica e de Proteção Especial da Smac. A maioria dos convocados já participou de uma semana de capacitação e orientação, e já iniciaram nas unidades. Outros estão chegando nesta semana para complementar o quadro.

 

De acordo com a Smac, os convocados haviam participado de um concurso de 2014 e a prefeitura renovou a validade da seleção por mais dois anos. O município convocou todos os aprovados que estavam na fila de espera, economizando por não precisar um novo concurso, que só poderia ser realizado no ano que vem, visto que este é um ano eleitoral e a legislação não permite.

 

“Estamos adequando também às exigências do Ministério do Desenvolvimento Social, porque o SUAS (Sistema Único de Assistência Social) propõe isso, que os funcionários sejam de carreira, tanto a proteção básica quanto na especial”, explicou o secretário Marcus Vinícius Convençal.

 

O prefeito Samuca Silva explicou que a prioridade da administração municipal é convocar os profissionais concursados. “Vamos continuar valorizando o funcionalismo público e essa convocação mostra o nosso compromisso em estruturar o governo municipal conforme a legislação. Isso reflete na melhoria dois serviços públicos prestados aos cidadãos”.

 

Por Raphael Martiniano, com fotos de divulgação