Clientes aprovam a inclusão da proteína vegetal no cardápio de quarta-feira e esgotam as cinquenta porções oferecidas no primeiro dia

 

O prato vegetariano, lançado nesta quarta-feira, dia 11, no Novo Restaurante Popular de Volta Redonda, conquistou os clientes do local. Em apenas duas horas do início do serviço, as cinquenta porções de proteína vegetal oferecidas esgotaram. A partir desta semana, toda quarta-feira haverá uma opção vegetariana diferente, além da tradicional proteína animal, para acompanhar a guarnição do cardápio diário.

 

O prefeito Samuca Silva afirmou que a inclusão da opção vegetariana no Restaurante Popular de Volta Redonda indica uma preocupação da gestão com a melhoria constante do serviço prestado à população. “Abrimos e mantemos o restaurante, com recursos próprios, há pouco mais de um ano e o objetivo principal é oferecer alimentação de qualidade a baixo custo. Se conseguirmos incluir na lista de clientes as pessoas que não consomem proteína animal, ampliamos o alcance do benefício”, comentou Samuca, ressaltando que mais de 400 mil refeições já foram servidas desde a reabertura do local. 

 

A coordenadora municipal de Segurança Alimentar, Cristiane Seabra, ficou satisfeita com a aceitação da proteína vegetal entre os clientes habituais do Restaurante Popular. “O objetivo inicial era de inclusão de parte da população que não consome proteína de origem animal. Abrimos espaço para receber essas pessoas. Mas é muito bom ver que os nossos clientes do dia a dia também aprovaram a ideia e estão conhecendo uma maneira diferente de alimentação”, falou.

 

Ricardo Mariano, que trabalha com assistência técnica em televisão, almoça quase que diariamente no Restaurante Popular. “É econômico, rápido e de boa qualidade. Hoje, me surpreendi com a opção vegetariana. Vou aderir, pelo menos às quartas-feiras”, disse.

 

O casal de aposentados, Olga Maria e José Fagundes Nascimento, também é assíduo no restaurante. “Conhecemos a qualidade da comida aqui e o quibe com proteína de soja estava atraente e muito gostoso”, falou José.

 

Júlio César dos Santos e Carlos Roberto trabalham no Aterrado e escolheram o Restaurante Popular para o almoço diário. “Poucos restaurantes têm a estrutura que vejo aqui. Funcionários uniformizados, higiene, nutricionistas acompanhando o serviço. O prato vegetariano só veio confirmar o cuidado com a alimentação da população que vejo todos os dias aqui”, afirmou Júlio.

 

O secretário municipal de Ação Comunitária, Ailton da Silva Carvalho, contou que a ideia de um prato vegetariano no Restaurante Popular surgiu com o objetivo de alternativa em atender as pessoas que não se alimentam de proteína animal (carne), uma forma de inclusão desse público que vem crescendo dia a dia, seja por restrição de saúde ou estilo de vida. “Estamos iniciando com um dia na semana e pretendemos expandir, de acordo com a procura. Acreditamos no sucesso da inovação”.

 

O Restaurante Popular funciona na Avenida Integração, no bairro Aterrado, em dias úteis, respeitando o calendário da prefeitura de Volta Redonda. O local serve 600 cafés da manhã, entre 6h e 9h, e 1,5 mil almoços, das 10h30 até 14h30 ou até esgotarem o número de refeições. O preço do café da manhã é R$ 1,50 e o almoço custa R$ 3,50.

 

Por Renata Borges com fotos de Felipe Carvalho – Secom/VR