CRAS Retiro realiza ‘Ação Comunitária’

Atividade nesta terça-feira, dia 07, na sede da Apadefi, levou serviços públicos para a comunidade e assistidos pela associação

 

A equipe do CRAS (Centro de Referência à Assistência Social) do Retiro realizou nesta terça-feira, dia 07, “Ação Comunitária” na sede da Apadefi (Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Físicos), que fica no mesmo bairro. O evento, que teve parceria da secretaria municipal de Saúde, disponibilizou serviços públicos à comunidade e aos usuários da associação.

 

A população contou com aferição de pressão arterial e índice glicêmico, atendimento jurídico, palestra de combate e prevenção ao tabagismo, inscrição para o Seja Digital para pessoas beneficiárias de programas sociais do governo federal, corte de cabelo gratuito e o caminhão da Brinquedolândia, além de distribuição de pipoca e algodão doce.

 

O evento ainda contou com apresentação musical com cerca de vinte violonistas, alunos das oficinas de violão dos CRAS. O professor Maurílio Luciano convidou os alunos do CRAS Retiro e de outras unidades que dá aulas para participarem do evento.

 

Rosimar da Silva Faria, que mora do São Geraldo, e pratica violão no CRAS Monte Castelo era uma das convidadas. “Adorei participar do evento. Foi uma troca de experiência com outros músicos e uma alegria para a população que esteve no evento”, disse.

 

Célia Maria Nicolau da Silva e Sebastião Cândido, ambos moradores do Retiro e usuários dos serviços de fisioterapia e fonoaudiologia da Apadefi terminaram as consultas e ficaram no evento. “Aproveitei para medir pressão e a glicose, além de curtir a boa música”, disse Célia. Já Sebastião gostou do corte de cabelo gratuito. “Vim para o tratamento e acabei saindo de visual novo”, falou.

 

De acordo com a coordenadora do CRAS Retiro, Edna Pereira Delgado, a ideia é fazer a Ação Comunitária de dois em dois meses, variando o local dentro da área de abrangência da unidade. “Em outubro, queremos levar as atividades para a quadra do Morada do Campo, que possui um CAM (Centro de Atividades Múltiplas). Lá tem um grupo de convivência com cerca de 80 pessoas, a maioria mulheres. Em parceria com a Secretaria de Saúde pensamos em realizar uma palestra para prevenção do câncer de mama”, falou.

 

O presidente da Apadefi, Rodolfo Levenhagen, que é subsecretário municipal de Ação Comunitária, afirmou que é importante realizar o trabalho de assistência em rede. “A parceria entre as entidades assistenciais e o poder público se faz necessária para a eficácia do serviço. O CRAS é a porta de entrada para os programas de assistência social e nós da Apadefi temos o público que necessita desse serviço”, explicou.

 

O secretário de Ação Comunitária de Volta Redonda, Marcus Vinícius Convençal, disse que esse evento faz parte do PAIF (Programa de Atendimento Integral a Família) da secretaria. “É uma forma de aproximar os nossos serviços dos usuários atendidos nos CRAS”.

 

O prefeito Samuca Silva também comentou a ação: “Os serviços públicos tem que superar barreiras e se aproximar cada vez mais de quem precisa de atendimento. Este é o nosso objetivo de gestão, colocar esses serviços bem próximos da população, informando-a dos seus direitos como cidadãos”, frisou.

 

Cadastro no CAD-Único

 

O evento também divulgou a necessidade de inserção no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal) de todas as pessoas que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) da Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS).

 

O cadastro, que passou a ser obrigatório em setembro de 2016, deve ser feito até 31 de dezembro deste ano. Os beneficiários devem procurar uma unidade de CRAS mais próximo de casa para se inscrever no CadÚnico, sob pena de perder o benefício caso não faça o cadastramento.

 

Por Renata Borges com fotos de Geraldo Gonçalves – Secom/VR