Licitação que vai definir a empresa para executar a obra será realizada em cerca de 20 dias

 

A sede do Centro-Dia de Atendimento à Pessoa Idosa com Alzheimer e Familiares, na Rua Quinhentos e Quarenta e Seis, nº 101, Jardim Paraíba, será reformada. O local foi interditado em fevereiro, quando um temporal danificou a estrutura do telhado da unidade, agravando vazamentos e infiltrações de água. A licitação, que vai definir a empresa para executar a obra, será realizada em vinte dias.

 

O local vai receber reestruturação do telhado, incluindo substituição da estrutura metálica e forro do teto, com serviço de impermeabilização; novo revestimento de paredes e piso, além de pintura geral. O prazo para conclusão da obra é de seis meses.

 

O secretário municipal de Ação Comunitária, Marcus Vinícius Convençal, afirmou que será uma obra definitiva. “Além da nova estrutura do telhado, para prevenir acidentes, todo prédio passará por manutenção. O espaço vai oferecer mais segurança e conforto para os usuários e profissionais”, disse o secretário.  

 

Ele lembrou que os 39 usuários do Centro Dia do Idoso com Alzheimer passaram a ser atendidos no prédio do antigo CRAS (Centro de Referência à Assistência Social), na Rua Sebastião Bento Pereira, nº 98, Brasilândia. “Toda assistência foi transferida para o bairro”, informou.

 

O Centro-Dia de Atendimento à Pessoa Idosa com Alzheimer e Familiares oferece um conjunto de atividades variadas e interdisciplinares, com objetivo de promover a convivência e ampliar as relações sociais, evitando o isolamento social e a sobrecarga familiar. As atividades coletivas são coordenadas por assistente social, psicólogo, educador físico e fisioterapeuta. O serviço ainda fornece três refeições ao dia e prevê transporte gratuito para os idosos, seguindo critérios de inclusão e necessidade das famílias.

 

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, afirma que a gestão pública tem que ajustar as prioridades para a população idosa. “É uma fase da vida que merece todo o nosso cuidado, por isso, o investimento na reforma geral do Centro-Dia Synval Santos”, falou.

 

“Além disso, Volta Redonda conta com o Hospital do Idoso e a Policlínica do Idoso. E ainda desenvolve ações de prevenção à saúde por meio dos grupos de convivência da Secretaria de Ação Comunitária e do programa Melhor Idade em Movimento, da Secretaria de Esporte e Lazer, e de aprendizagem com a Academia da Vida”, lembrou Samuca.

 

Por Renata Borges com fotos de divulgação – Secom/VR