As 176 famílias já podem se mudar para o Residencial Mato Dentro III; Novos moradores contaram sobre a felicidade da conquista do próprio imóvel

 

A manhã desta sexta-feira, dia 28, foi de comemoração para 176 famílias de Volta Redonda. Os novos moradores do Residencial Mato Dentro III, no bairro São Sebastião, do programa “Minha Casa, Minha Vida”, receberam as chaves da construtora e já estão autorizados a realizarem a mudança. Funcionários da secretaria municipal de Ação Comunitária estiveram presentes e auxiliaram durante todo esse processo da conquista. 

 

O secretário municipal de Ação Comunitária, Marcus Vinicius Convençal, disse que esse é mais um passo importante no governo. “Essa é a concretização do sonho da casa própria para todas essas famílias. Importante esse momento, pois marca o início de uma nova etapa, principalmente para aquelas pessoas que foram contempladas, pois moravam em área de risco, ou área de ocupação. Agora, cada beneficiário vai poder desfrutar dessa conquista”, destacou Marcão.

 

O prefeito Samuca Silva enfatizou que essa etapa é muito marcante para todas essas famílias e destacou a parceria com a Caixa Econômica Federal. “Agradeço à equipe que trabalhou por isso e ao pessoal da Caixa Econômica que nos ajuda a cuidar da população. Inauguramos recentemente a Unidade Básica de Saúde no bairro, estamos em contato com empresas de telefonia para ampliar a rede de cobertura móvel e fixa para o bairro. Todos esses benefícios são visando a qualidade de vida da população”, reafirmou Samuca.

 

O apartamento é composto por dois quartos, cozinha, sala, banheiro e uma área de serviço. As obras envolveram investimento de R$ 13.376.000,00 através de recursos federais, com o Governo Municipal doando o terreno. Neste empreendimento estão sendo realocadas 35 famílias que residiam em área de risco e tiveram suas casas interditadas pela Defesa Civil com risco iminente de desabamento nos anos de 2017 e 2018.

 

As demais foram sorteadas através do cadastro municipal conforme determina a Portaria do ministério das Cidades 163/16. Três por cento das unidades são sorteadas para idosos e 3% para pessoas com deficiências. E sete famílias estão sendo realocadas de outros empreendimentos por motivos de ameaças ou expulsões como determina a Portaria do ministério das Cidades 488/17.

 

         

 

Novos Moradores

 

A primeira a receber às chaves foi Geralda Caetano, de 66 anos, e que vai morar no apartamento 01, do bloco A. “Estou muito feliz com essa conquista. Já chorei de tanta felicidade. Estou encantada com o apartamento. Na próxima semana começo a mudança”, contou emocionada.

 

O casal Jéssica Morais e Josimar Portela foram uma dessas famílias realocadas, pois moravam em área de risco e sentiram orgulho em mostrar o novo apartamento que vai abrigar sua família.

 

“Desde o início da interdição da nossa casa recebemos todo o apoio dos órgãos da prefeitura, tanto a Defesa Civil, como da SMAC. Cumprimos todas as etapas do projeto e agora estamos aqui para a realização de um sonho. Nossas vidas só tende a melhorar”, afirmou Josimar.

 

Quem também comemorou essa grande conquista foi Moisés Rodrigues, morador do apartamento 204, do bloco B. “Eu morava na área de ocupação da Ponte Alta, tivemos toda a assistência da prefeitura para hoje conseguir essa vitória. Várias portas estão se abrindo e com isso uma vida nova se inicia. Graças a Deus”, disse.

 

Rosilaine da Silva e Sergio Francisco foram contemplados através do sorteio e contou sobre os benefícios que o empreendimento vai trazer para o casal. “Não conhecia o bairro, estive conhecendo no dia da vistoria do apartamento e gostei. Agradeço ao prefeito pelas melhorias que vem fazendo em Volta Redonda”, contou Rosilaine.

 

Por Renan Ferreira com fotos de divulgação