Integrantes do bloco da terceira idade de Volta Redonda formam ala na Escola Império da Tijuca; prefeito Samuca acompanhou a saída para o Rio

 

O Carnaval 2019 ficará marcado na história de Volta Redonda como o ano em que o maior bloco voltado para a terceira idade do país, o Bloco da Vida, encontrou o maior palco do samba no Brasil – a Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro. O encontro inédito foi possível por meio do convite da Escola de Samba Império da Tijuca que, neste ano, traz o tema “Império do Café, o Vale da Esperança”, em homenagem à região Sul Fluminense.

 

Sessenta integrantes do Bloco da Vida saíram de Volta Redonda, no final da tarde deste sábado de Carnaval, dia 02, rumo ao Rio de Janeiro para desfilar na madrugada de domingo pela escola do Grupo de Acesso (A) Império da Tijuca. Eles formam toda a ala “Indústria Automobilística”, que compõe a harmonia da escola de samba.

 

O prefeito Samuca Silva foi conferir de perto a animação dos foliões e desejar sorte durante o desfile. “Essa participação é um marco na história do bloco e um prêmio para as pessoas que se dedicam ao Carnaval. Além disso, se a escola vai homenagear a região, Volta Redonda não poderia ficar de fora”, afirmou, torcendo para que o Bloco da Vida ajude a Império da Tijuca a conquistar uma vaga no Grupo Especial do Carnaval carioca.

 

A Secretaria de Cultura, Aline Ribeiro, acredita que a participação no desfile da Sapucaí é a valorização do trabalho do bloco e da terceira idade no município. “Vamos mostrar esse lado cultural de Volta Redonda que algumas pessoas ainda não conhecem”, disse, desejando que as pessoas aproveitem a oportunidade e se divirtam com essa nova experiência.

 

A coordenadora do Bloco da Vida. Fátima Martins, afirma que o desfile no Carnaval do Rio coroa um trabalho de mais de 20 anos.“Mostramos arte, emoção, animação, alegria de viver e muita superação. Eu, que nunca vi de perto um desfile na Sapucaí, agora vou desfilar na avenida. É muita alegria e ansiedade”, disse a coordenadora, que juntamente com o carnavalesco Paulo Bernardo, vai de diretora de ala para acompanhar os idosos.

 

Maria de Fátima Carvalho, eleita Rainha da Terceira Idade de Volta Redonda, em concurso realizado pela Secretaria de Cultura em 2017, é uma das integrantes do grupo. “Desfilo pelo Bloco da Vida desde sua criação e agora estreio na Marquês de Sapucaí. É a realização de um sonho”, contou a foliã, já com purpurina do rosto para encarar a avenida.

 

Neide de Assis Lack também esbanjava maquiagem colorida, mesmo antes de entrar no ônibus rumo ao Rio de Janeiro. Acompanhada das filhas Michele e Pâmela, incentivadoras da alegria da mãe, ela não via a hora de cair no samba. “As meninas me ajudaram a decorar o samba enredo. O Bloco da Vida vai representar muito bem Volta Redonda no Carnaval do Rio”, acredita.

 

Outra personalidade do Bloco da Vida que estará na Sapucaí é Arly Abdala, que há quinze anos desfila à frente da bateria do bloco em Volta Redonda. “Lá estarei no meio do bloco, como mais uma componente da ala, junto com minhas amigas. A alegria e a dedicação serão a mesma”, garante.

 

Por Renata Borges com fotos de Gabriel Borges – Secom/VR