Feiras de Artesanato movimentam economia em Volta Redonda

Artesãos cadastrados pela prefeitura comercializam seus produtos em eventos que acontecem, em média, quatro vezes por mês

 

A Prefeitura de Volta Redonda atingiu a marca de 550 artesãos cadastrados em 2018. Para comercializar os produtos, eles se dividem em quatro feiras mensais, em média, que são realizadas em praças nos principais centros comerciais do município. O objetivo é abrir espaço para os artesãos apresentarem o seu trabalho à população e ainda movimentar a economia da cidade.

 

A secretária de Cultura de Volta Redonda, Aline Ribeiro, afirma que as Feiras de Artesanato contribuem para a divulgação do trabalho desses artistas. “São muitos artesãos em Volta Redonda. Eles são cadastrados e podem participar das feiras realizadas em pontos estratégicos da cidade. Eles vão se revezando, garantindo espaço para todos”, disse a secretária.

 

Para o prefeito Samuca Silva, eventos como este valorizam os artesãos da cidade. “Abrindo espaços públicos nos principais pontos comerciais da cidade para os artesãos divulgarem e comercializarem seu trabalho, geramos mais oportunidades para a categoria”, afirmou, além disso, eles garantem produtos exclusivos e com preço acessível a toda população.

 

As Feiras de Artesanato de Volta Redonda são realizadas na Praça Sávio Gama, em frente ao Palácio 17 de Julho, sede da prefeitura, no Aterrado, às primeiras sextas-feiras do mês; a Praça Brasil, na Vila Santa Cecília, recebe a “Vem pra Brasil”, no segundo fim de semana do mês; e o Zoológico Municipal sedia a “Artezoo”, no último domingo de cada mês.

 

A Praça Rotary, embaixo da Biblioteca Raul de Leoni, também na Vila, sedia feiras em datas especiais para o comércio como: Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças, Dia dos Namorados, Páscoa e Natal, por exemplo. Nas feiras, a população encontra peças em pachwork, pinturas, madeira, material reciclado para uso pessoal e decoração, além de gastronomia.

 

A inscrição para participação nas Feiras de Artes e Artesanato deve ser feita pelo Programa de Artesanato Municipal da Secretaria de Cultura, por meio do link http://bit.ly/CadastroArtesaoVR ou presencialmente na sede da secretaria, na Rua Antônio Barreiros, nº 194, bairro Nossa Senhora das Graças, das 8h às 18h.

 

O cadastro é exclusivo para artesãos de Volta Redonda e tem prioridade de participação os que possuem a Carteira Nacional do Artesão.
A participação nas feiras é definida por rodízio. Hoje, além dos artesãos independentes, a Secretaria de Cultura tem nove coletivos cadastrados e ainda apóia as atividades do CIP (Centro de Inclusão Produtiva), da Secretaria Municipal de Ação Comunitária e do Centro de Atenção Psicossocial da Secretaria Municipal de Saúde.

 

Por Renata Borges, com fotos de arquivo – Secom/VR