Exposição Victor Frossard está no Espaço das Artes Zélia Arbex

Exposição ficará aberta a visitação até 28 de novembro

O Espaço das Artes Zélia Arbex, na Vila Santa Cecília, recebeu na noite desta terça-feira, às 19 horas, a exposição do artista plástico Victor Frossar, sob o tema  “Medos Modernos”, que ficará aberta para a visitação pública até 28 de novembro, das 10h às 18 horas. São cerca de 32 trabalhos do artista local com pinturas em tintas acrílica e giz pastel em telas com e sem molduras, em que ele retrata sentimentos. A entrada é franca.

Ele explicou a sua arte: “Desde que saiu da caverna até os dias de hoje, o homem tem medo do desconhecido. Eu pensei em ir além do medo natural, óbvio, focando na reação, nos sentimentos que as pessoas expressam. E agradeço a secretaria de Cultura pela oportunidade dada aos artistas”, frisou.

A secretária de Cultura, Aline Ribeiro, analisou a apresentação do artista: “O Victor é o primeiro artista que ocupa o Espaço das Artes Zélia Arbex na relação do grupo de artistas inscritos. O edital de Chamamento Cultural foi importante para democratizar o espaço do Zélia Arbex, sendo uma ferramenta importante para beneficiar os novos talentos e os artistas tradicionais, mais experientes”, comparou Aline.

Esta é a primeira vez que o artista expõe em uma grande galeria da cidade como o Zélia Arbex. Suas obras falam de Vozes, Chão de Fábrica, Novos Libertadores da América, Mulher, Homem, Alegoria da Fuga, Gente, Alienante, Eles Não Entendem, Lágrimas são reais, Ruínas, em acrílica sobre papel.

Visibilidade para um grande público

 Esta é o primeiro trabalho em exposição de artistas que participaram do edital de Chamamento Público para as pessoas interessadas em ocupar com arte os espaços públicos culturais do município, lançado este ano pela Secretaria Municipal de Cultura. Todos que se inscreveram e foram aprovados terão 30 dias para mostrar os seus trabalhos artísticos. As exposições vão até abril de 2019, quando novo edital de chamamento será lançado pela Secretaria.

O edital de ocupação dos espaços culturais fez o chamamento nas redes sociais e no jornal oficial do município, convidando fotógrafos, artistas plásticos e visuais, amadores iniciantes e profissionais, para ocupar por 30 dias os espaços culturais, públicos, do município. O Chamamento foi para o Zélia Arbex e Memorial Zumbi dos Palmares.

O prefeito Samuca Silva comentou a construção desta nova política de incentivo aos artistas da cidade e região: “Estamos abrindo oportunidades  para todos se inscreverem e participar ativamente da política cultural da cidade, junto com o conselho municipal de Cultura. O papel do poder público é atuar como um agente de fomento  na ocupação dos espaços públicos, democraticamente. Estes espaços culturais são vitrines, como o Zélia Arbex e o Memorial Zumbi, para a visitação pública nas áreas centrais e de fácil acesso”, comentou Samuca.   

A secretária de Cultura, Aline Ribeiro, esteve na exposição e parabenizou o expositor Victor Frossard, agradecendo pela sua participação no Chamamento Cultural, por ter acreditado com a sua inscrição na construção de uma nova política pública cultural para Volta Redonda.

Artistas como Hugo Kruger, 57 anos, com exposição de esculturas confirmada para dezembro no Espaço das Artes, e Antonio Geraldo, 59 anos, elogiaram os trabalhos do artista estreante.”Um artista novo, que tem muito a mostrar ao público com a sua bela produção cultural. Muito talentoso”, disse Hugo.

A universitária Maria Luiza Pereira, (Direito na UFF) e a poetisa Camila Oliveira, opinaram sobre a exposição: “Muito interessante pelas perspectivas diversas que despertam na gente com a sua arte, onde cada um faz a sua interpretação desses sentimentos abstratos”, frisou Camila Oliveira.

O coordenador do Espaço das Artes há mais de 1 ano, o artista plástico Paulo Campos, comentou: “Todos artistas da cidade querem fazer uma exposição no Zélia Arbex, é o sonho deles. Mas antes era uma coisa muito fechada. Agora o espaço está aberto, é democrático. A visibilidade para o artista e o público é excelente, aumenta muito. O artista quer ser visto e mostrar a sua arte”, concluiu.

Afonso Gonçalves/ Fotos de Gabriel Borges