Memorial Zumbi dos Palmares recebeu atrações musicais no último domingo

 

O último domingo, 29, e também o último de setembro agitou Volta Redonda com sucessos do black music no espaço que é dedicado a valorização da cultura afro-brasileira, no Memorial Zumbi dos Palmares, na Vila Santa Cecília. “Estamos na 7ª edição do Baile Charme, que tem entrada franca, recebendo pessoas de várias faixas etárias, inclusive muitas crianças acompanhada com os pais, jovens, adultos e gente da melhor idade. Contamos com o apoio da Secretaria de Cultura, do prefeito Samuca Silva, a quem somos muito agradecidos, da Polícia Militar e da Guarda Municipal”, cita Pedro da Silva, o Sargento da Silva, um dos organizadores do evento.

 

Metalúrgicos da CSN, uniformizados, saem da Usina e frequentam o local. Geovani Ribeiro, 33 anos, ainda com o uniforme da empresa, afirmou que estava indo conhecer pela primeira vez, porque dois amigos de trabalho o convenceram que o baile bomba. Jane Mery, 52 anos, também fez a sua estreia.

 

“Eu adoro Baile Charme e estou esperando os amigos que estão vindo. Bom saber que Volta Redonda tem essa opção de entretenimento. Vou dançar e aproveitar”, frisou Ribeiro.

 

Sid Soares, gerente de espaços culturais da SMC, explica que o evento já é um sucesso em Volta Redonda. “O Charme é um movimento popular cultural, que propõe a afirmação da identidade cultural negra, através da dança, música, estética das roupas e diversão. São feitos para toda a família e ainda conta com a participações especiais de DJs consagrados e charmeiros, que esbanjam talentos e estilo nas coreografias de passos combinados”.

 

Ele acrescenta que além de já ser uma tradição em Volta Redonda, o Memorial Zumbi vem se firmando no governo Samuca Silva como  ‘a casa oficial dos charmeiros na região’.

 

O ativista negro Paulo Sérgio de Oliveira, o Paulinho, comenta. “É uma reunião muito importante para divulgar a cultura afro-brasileira, para que as pessoas possam interagir mais e mostrar isto para a nossa sociedade, onde participam Gente negra, parda e branca, sem preconceitos”, frisou.

 

Os organizadores do evento, pretendem fazer uma megafesta em janeiro do ano que vem, quando estarão completando 1 ano de apresentação, com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), responsável pela administração do Memorial Zumbi.

 

Por Afonso Gonçalves, fotos de Evandro Freitas, Secom/VR