Produtos relacionados ao tema estavam presentes em diversos estandes em Feira de Artesanato neste sábado, dia 13, no bairro Sessenta

 

A proximidade com a Páscoa, no próximo fim de semana, foi a inspiração para os artesãos que participaram do Circuito Arigó de Feiras de Artesanato, que neste sábado, dia 13, esteve na Praça Monte Castelo, no bairro Sessenta. Coelhos e Ovos de Páscoa estavam em panos de prato, arcos e laços para o cabelo e em versões em tecido e crochê.

 

Ana Rita, que a pouco menos de um ano começou a confeccionar adereços para a cabeça das crianças, apostou em orelhinhas de coelho para este fim de semana. “Tanto as crianças como as mães se encantam com as peças, que trazem o espírito da Páscoa”, acredita.

 

Daniela Vieira trabalha com aplicação de tecido sobre tecido há nove anos e também apostou na proximidade com a Semana Santa para vender mais. “Fiz várias versões de panos de prato para a Páscoa com coelhos, cenouras e ovos. São úteis e bonitos. Espero conquistar os clientes”, falou.

 

Mas a feira de artesanato tinha outras opções para os visitantes. Cachepôs em crochê com fios de malha, produtos para a casa e gastronomia como geleias e balas também estavam nos estandes.

Diana Salotto Alves expunha pela primeira vez suas peças de decoração em crochê com fio de malha. “São potes coloridos multiuso, servem como suporte para escovas de cabelo, talheres e como cachepôs para plantas”, explicou, animada com a estreia na feira de artesanato.

 

A secretária de Cultura de Volta Redonda, Aline Ribeiro, afirmou que as feiras dão oportunidade para os artesãos divulgarem e comercializarem seus produtos. “A visibilidade que a Feira de Artesanato dá para o artesão pode reverter em encomendas, independente das vendas no local”, lembrou.

 

O prefeito Samuca Silva acredita que as Feiras de Artesanato são ações para geração de renda no município. “A comercialização dos produtos, exclusivos e de preço acessível, é importante para o artesão e ainda promove movimentação na economia do município”, disse.   

 

Por Renata Borges com fotos de Evandro Freitas – SecomVR