Entidade solicitou efetivação de quadra coberta e vagas na Escola Municipal Engenheiro Sérgio Rocha

 

A secretária de Educação da Prefeitura de Volta Redonda, Rita de Andrade, recebeu no seu gabinete na SME,  na tarde desta quarta-feira, 16, o presidente da Associação de Moradores do bairro Candelária, Paulo Sérgio Bockorni e a diretora da entidade, Daniela Bockorni. Eles foram reivindicar que uma quadra coberta e em situação precária, nas proximidades da unidade escolar, passe para os cuidados da direção da Escola Municipal Engenheiro Sérgio de Andrade Rocha, e assim possa ter a sua melhor utilização pelos alunos. A disponibilidade de mais vagas na escola para o ensino infantil (pré escola) e fundamental também foram solicitados.

 

Segundo a associação, a quadra hoje está sendo pouco utilizada pelos moradores e poderá ter melhor aproveitamento pelos alunos da escola Sérgio Rocha, se for transferida a responsabilidade pela sua administração à direção da unidade de ensino. Ambos os pedidos foram bem recebidos pela secretaria de Educação que encaminhou as providências visando atender as reivindicações. Uma reunião está marcada para o dia 29 de janeiro com a direção da escola, SME e associação de moradores para solucionar as questões.

 

Nós já estamos encaminhando um documento para saber a quem pertence a quadra, a qual secretaria. E tudo será feito de acordo que favoreça as atividades da escolas. Estaremos no bairro no dia 29,  com a direção da associação e da Escola Sérgio Rocha para a solução das reivindicações. Esta relação da SME e associação somente aumenta o rendimento produtivo do trabalho da escola com os alunos”, frisou Rita de Andrade.

 

Ela informou que a SME já fez o documento solicitando a regularização da quadra que fica perto da unidade escolar, sendo que o bairro já tem uma segunda quadra que é usada pelos jovens, não havendo nenhum prejuízo ao lazer da juventude com a medida, que irá beneficiar os estudantes.

 

 O presidente da associação do Candelária, Paulo Sérgio, ficou satisfeito com o resultado da reunião: “Muito produtiva a nossa conversa com a secretária de Educação, que nos ouviu de uma forma muito atenciosa para uma solução que será boa para toda a comunidade, e principalmente para os alunos da escola. O bairro cresceu muito, porque no censo de 2010 era apenas 1.800 moradores. Hoje são cerca de 4,5 mil moradores e muitas crianças estudando que necessitam de mais atividades na escola Sérgio Rocha”, frisou Bockorni.

 

O diretor geral do Furban (Fundo Comunitário), Ronie de Oliveira Machado, esteve recentemente com a direção da associação dos moradores da Candelária e garantiu que no primeiro semestre do ano, haverá uma intervenção do órgão nas praças do bairro, com a revitalização dos equipamentos públicos, melhorias já previstas no Orçamento Participativo de 2019.

 

Afonso Gonçalves, fotos de Evandro Freitas - SecomVR