Atividade contou com a participação de 140 alunos e foi prestigiada por cerca de 300 espectadores da comunidade escolar

 

O Ballet Educação da Secretaria Municipal de Educação de Volta Redonda (SME) realizou nesta sexta-feira, dia 06, uma apresentação diferente, com a participação de 140 alunos do projeto. Pela primeira vez, todos os alunos se apresentaram juntos em um pequeno espetáculo para a comunidade escolar. O evento foi realizado na Escola Municipal Amazonas, no bairro Retiro, e contou com a presença de 300 espectadores. Participaram alunos de horário integral das Escolas Municipais Maria Carraro, Mato Grosso, Pernambuco e Amazonas.

 

Sabrina de Souza, mãe da Maria Eduarda, de sete anos, estava na plateia assistindo à apresentação da filha e enfatizou a importância do projeto. “O desenvolvimento dela foi muito grande após começar o ballet. Ela era muito agitada, agora está mais calma e tem mais postura. Minha filha estuda na Escola Mato Grosso e adora. Só tenho elogios a fazer para os professores e profissionais da unidade”, comentou.

 

     

 

A apresentação contou também com a participação das alunas que fazem aula pelo Projeto Ballet Educação no Gacemss. Algumas coreografias com músicas de compositores brasileiros, como o espetáculo Dançando Nossa Música, também foram representadas.

 

“Essa é a primeira vez que todos esses alunos se apresentam juntos num pequeno espetáculo. A expectativa é imensa, tanto dos alunos, como de seus respectivos responsáveis e professoras. O trabalho realizado nestas escolas é muito especial e reforça o compromisso em levar a arte e cultura a todos os alunos da rede”, explicou a supervisora do projeto, Izabel Leal.

 

A secretária de Educação, Rita Andrade, também falou sobre os resultados do Ballet Educação no aprendizado dos alunos. “Na última apresentação contamos uma novidade muito importante: os alunos do 9º ano que passarem para o Ensino Médio da FEVRE (Fundação Educacional de Volta Redonda) estão garantidos na continuidade do projeto, atendendo as necessidades dos nossos alunos em continuar com as aulas. O projeto é fantástico e colabora com o desenvolvimento e aprendizagem, estimulando o crescimento global”, finalizou Rita.

 

Por Maria Clara Sales com fotos de Felipe Carvalho