Projeto de Robótica Educacional é realizado pela SME em 35 escolas do município

 

A descoberta e o incentivo à inovação tecnológica são grandes aliados da educação em Volta Redonda. Por isso, a Secretaria de Educação (SME) realizou, nesta terça-feira, dia 26, a VI Mostra de Robótica, que contou com dez tendas com trabalhos desenvolvidos pelos alunos das 35 unidades escolares durante o ano letivo de 2019. Eles foram expostos para a população na Praça Rotary, embaixo da Biblioteca Municipal, na Vila Santa Cecília.

O evento também contou com a participação das bandas das Escola Municipal Maestro Franklin e Escola Municipal José Fontes Torres.

“Neste ano, a SME realizou a capacitação de 30 implementadores de Informática da rede para que eles trabalhem a robótica nas unidades escolares de Volta Redonda. Somos pioneiros em aplicar aulas da disciplina dentro dos laboratórios de informática na Educação Infantil. Nosso compromisso é sempre investir em educação”, explicou o prefeito Samuca Silva. 

A secretária de Educação, Rita Andrade, destacou que é muito gratificante ver todas as tendas lotadas com trabalhos dos alunos. “Há três anos, estas tentas estavam vazias e hoje estão lotadas de trabalhos realizados pelos nossos alunos. Queria deixar meu agradecimento a Paulinha e ao Sérgio que estão realizando esse excelente trabalho. É muito gratificante ver crianças de quatro anos trabalhando a robótica. Queremos que a educação avance sempre em Volta Redonda”, declarou.

O Projeto Robótica Educacional, com software e hardware livre, é realizado através do Departamento Pedagógico e, para a implantadora de Informática, Gislane Conceição, da Escola Municipal Maria Carraro, o desenvolvimento dos alunos é nítido com as aulas. “Estamos expondo oito trabalhos que realizamos durante o ano com os alunos. O desenvolvimento educacional e social deles é evidente após as aulas de robótica. Eles trabalham de forma coletiva, se interessam muito pela novidade e estimulam e incentivam seus colegas”, disse.

Segundo a coordenadora de Informática e da Robótica, Ana Paula Batista, o protejo promove o desenvolvimento criativo dos alunos. “Gostaria de agradecer a presença dos profissionais que despertam o interesse e a motivação pelo estudo das ciências e sua aplicação funcional. O projeto desenvolvido pela SME proporciona práticas de trabalho em grupo, colaboração, criatividade, a vivência de desafios e a resolução de problemas. Sabemos da importância de cada trabalho e estamos aqui para apresentar tudo o que criamos durante este ano nos laboratórios junto com nossos alunos”, enfatizou a coordenadora.

Unidades da Educação Infantil ao 9º ano e alunos da Academia da Vida também participaram da mostra. Gustavo Paes, de 14 anos, é estudante da Escola Municipal Tocantins e conheceu a robótica através de uma exposição. “A primeira vez que tive contato foi em uma exposição de tecnologia. E quando surgiu a oportunidade na escola me inscrevi e estou gostando muito. Quero investir nesta área, me identifiquei bastante. Pretendo fazer mais cursos ligados a tecnologia”, falou.

 

Por Maria Clara Sales com foto Evandro Freitas – Secom VR