Mais de 1200 alunos cursam essa modalidade de ensino no município

 

A educação transforma vidas e realiza sonhos. A afirmação pode ser confirmada pelos alunos do programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA), que puderam voltar às salas de aula idealizando um futuro melhor. E para os alunos da sala 401, da Escola Municipal Pará, o objetivo está prestes a ser concluído com o encerramento de mais um ciclo. Entre os alunos, está Francisco Candido, de 80 anos, que inspira outros colegas de sala e que comprova a importância da educação.

 

“Eu vim da roça e lá a vida era bem cruel. Cheguei em Volta Redonda aos 27 anos e não tinha escola para estudar onde eu morava. Não tive oportunidades. Hoje estou aqui e no fim do ano vou me formar. A educação leva a gente longe. Eu dormi durante um bom tempo, mas agora não vou parar”, contou o senhor Francisco, como é conhecido.

 

O prefeito Samuca Silva destacou que a educação é uma das prioridades da sua gestão. “A educação é transformadora e sabemos da importância em investir cada vez mais nesta área, que possibilita que as pessoas possam melhorar suas vidas. Estamos investindo nos profissionais, nas reformas e revitalizações das unidades escolares e entregaremos, no fim do ano, mais uma nova creche em tempo integral”, destacou o prefeito.

 

Segundo a secretária de Educação, Rita Andrade, não existem barreiras para quem estuda e histórias como as de Francisco inspiram os novos alunos. “Ele chegou à escola sem saber ler e nem escrever. Hoje está encerrando o 4º ciclo da EJA. Ele inspira outros alunos, é um verdadeiro exemplo. Esse é o poder da educação, transformar e criar um futuro melhor”, enfatizou.

 

De acordo com Francisco Cândido, a decisão de voltar a estudar foi tomada diante de um constrangimento. “Fui tirar um dinheiro no banco e acabei bloqueando o cartão. A funcionária falou que eu, tão velho, não fazia nada certo. Aquilo me magoou muito e resolvi voltar a estudar. Tenho dois filhos, um engenheiro e a outra professora. Sempre os incentivei a estudar. E hoje sou eu que estou estudando. No começo, achei que nem os professores iriam olhar pra mim e hoje vejo que a escola é uma coisa maravilhosa”, declarou o aluno.

 

A EJA é uma modalidade de ensino criada pelo governo federal e que oferta educação básica a jovens, adultos e idosos que não tiveram acesso à educação convencional. Atualmente a Educação de Jovens e Adultos atende, no município, 1227 alunos, em 13 escolas municipais, sendo três unidades no período vespertino.

 

EJA 2020

 

A Chamada Escolar para o EJA 2020 continua aberta até o dia 14 de novembro. Os interessados devem procurar uma unidade escolar de 1º ao 5º ano com os seguintes documentos: certidão de nascimento original do candidato ou carteira de identidade; comprovante de residência e declaração ou comprovante de trabalho. O aluno com idade superior a 18 anos pode fazer o próprio cadastro e, no caso de menores de idade, a inscrição deve ser feita pelo responsável legal.

 

As unidades que atendem a modalidade EJA em Volta Redonda são o Colégio João Botelho de Athayde, E.M. Dr. Jiulio Caruso, E.M. Espírito Santo, E.M. Fernando de Noronha, E.M.  Graciema Coura, E.M. Nilton Penna Botelho, E.M. Pará, E.M. Prof. Lund Villela, E.M. Profª. Juracy Varanda, E.M. Juarez Antunes, E.M. Wandir de Carvalho e E.M. Mato Grosso do Sul e E.M. Bahia. 

 

Por Maria Clara Sales com foto divulgação – Secom VR