Cerca de mil profissionais participaram de oficinas oferecidas pela SME

 

A Secretaria de Educação de Volta Redonda, através do seu Departamento Pedagógico, realizou durante esta sexta-feira, dia 30, o III Encontro dos Profissionais da Educação Infantil. Cerca de mil profissionais participaram do evento que aconteceu no Instituto de Cultura Técnica (ICT/FASF) em dois horários, manhã e tarde. O objetivo do Encontro é possibilitar a troca de experiências entre os profissionais da Educação Infantil, socializando práticas que contribuem para melhorar ainda mais a qualidade do ensino municipal.

 

A secretária de Educação, Rita Andrade, destacou a importância do evento e a participação dos profissionais nas oficinas. “Esse Encontro foi oferecido para professores, auxiliares, diretores e todos os profissionais envolvidos na Educação Infantil. Ao todo, 18 temas foram abordados, e os profissionais escolheram as oficinas que gostariam de participar. É uma troca interessante para os profissionais que, através de relatos de experiências, podem acrescentar conteúdos às suas práticas diárias”, contou.

 

As oficinas foram oferecidas por profissionais da SME, com temas relacionado a utilização de programas de desenho, inclusão, experiência com tintas, trabalho lúdico, jogos dirigidos para desenvolvimento motor, gêneros textuais, desenvolvimento do pensamento lógico de matemática, experimentos com ciências, estímulos sensoriais, jogos dirigidos, contação de história, jogos de consciências silábicas, atividades musicais e atividades recreativas.

A implementadora de Informática. Maria das Graças Taborda, destacou necessidade da SME estar sempre realizando essas formações. “Foi a primeira capacitação que participei esse ano. Acho muito importante e agrega muito aos nossos conhecimentos. Aprendemos coisas novas e com um outro olhar. A troca de experiências é muito importante”, falou.

 

O prefeito Samuca Silva enfatizou que o Encontro é um evento que possibilita a interação desses profissionais e que a gestão investe nas pessoas.

“Essas ações proporcionam uma troca muito grande. É realizada por eles e para eles. Quem está aplicando essas oficinais são os profissionais que trabalham no dia a dia, eles vivem a rotina.  Não são profissionais de fora da SME, todos fazem parte da estrutura da educação do município. Investimos em pessoas e principalmente na capacitação dos nossos profissionais”, contou.

 

Para a professora de Ciências, Solange Vieira, que escolheu uma oficina voltada para sua disciplina, o encontro é muito agregador ao profissional.

“Quem está ali apresentando são professores da rede, que através de um outro olhar nos possibilitam também a melhorar nossas ações dentro de sala de aula. Sempre tem algo a agregar. A educação está sempre evoluindo e essa é a melhor forma de aprender e depois ensinar”, disse.

 

Por Maria Clara Sales com foto Evandro Freitas – SecomVR