Aproximadamente duas mil crianças de 22 escolas participaram da gincana

 

A equipe ‘os incríveis’, da Escola Municipal Maria José Campo, foi a vencedora da gincana no Projeto Volta Redonda Além do Aço. Nesta terça-feira, dia 02, as três turmas que mais pontuaram foram premiadas em cerimônia na Biblioteca Raul de Leoni, na Praça Rotary, na Vila Santa Cecília. Os vencedores receberam medalha e um kit com camisa, caneta e lápis do projeto. Em segundo lugar ficou a equipe ‘pequenos guerreiros’, da mesma escola e em terceiro a equipe ‘Super Fantástico’, da Escola Municipal Maestro Franklin.

 

O implementador de história e geografia dos anos iniciais e idealizador do projeto, Douglas Lucas, contou que o projeto surgiu em 2018 com a ideia de trabalhar a história e geografia de Volta Redonda, com os anos iniciais de uma forma significativa e tentar suprir a carência dos professores com a falta de informação.

 

“Volta Redonda é uma cidade relativamente nova, com isso estamos desenvolvendo a preocupação de se registrar a historia. Estamos trabalhando a historia que fuja do campo industrial. Montamos um curso de formação continuada para os professores e, para as crianças fizemos a gincana, levando a prática educativa para dentro de sala de aula”, contou Douglas acrescentando que durante três meses foram passadas tarefas para os alunos e eles executaram.

 

Todo esse material gerou a exposição ‘Museu Temporário VR Além do Aço’, que pode ser conferida no segundo piso do Sider Shopping, até o próximo domingo, dia 07.

 

O objetivo é de lembrar a história do município pela ótica dos moradores, para isso a secretária de educação, Rita Andrade, contou que essa gincana envolveu alunos de 22 unidades escolares e foi oferecido um curso para professores das áreas de história e geografia.

 

“Despertamos nos estudantes e professores o interesse em saber mais sobre o município onde moram. Todos se empenharam no cumprimento das tarefas, ampliando o interesse pelas disciplinas, além de terem percebido a relação entre a vida cotidiana com a história da cidade a exposição vem para dividir esse conhecimento com a população”, falou Rita.

 

Os alunos do grupo campeão Leoni Diorio, Marvin Mendes, Guilherme Luís, Danillo Santos, Gabriel Moraes e Pedro Henrique, todos de 10 anos estavam contentes com a vitória e festejaram muito com os outros colegas e com as professoras. “Foi uma dedicação de todo o grupo e desde o inicio queríamos ganhar, por isso nos empenhamos e cumprimos todas as tarefas”, disse Leoni.

 

Para o prefeito, Samuca Silva, toda forma criativa de ensinar deve ser valorizada e incentivada. “Tenho certeza que a gincana contribuiu para incentivar alunos e professores a descobrirem novidades sobre a cidade que se tornou conhecida pelo aço aqui produzido e que, chegando aos 65 anos de idade, mostra-se cada vez mais jovem e preparada para o futuro”, disse. 

 

Por Renan Ferreira com fotos de Gabriel Borges - Secom/VR